08/03/2023 às 17h09min - Atualizada em 09/03/2023 às 00h01min

viih tube compartilha sua história de abuso sexual e a importância do consentimento do “não” no podcast da pague menos

a influenciadora também contou sobre sua síndrome do pânico, seus relacionamentos, carreira, a sua passagem na casa mais vigiada do brasil, gravidez e as agressões que sofreu em razão dos cancelamentos

SALA DA NOTÍCIA DEUSARINA ALVES SANTANA
Fortaleza (CE), março de 2023 – No Dia Internacional da Mulher, a primeira convidada da série especial de podcasts da Pague Menos será a sorocabana Vitória Di Felice Moraes, de 22 anos, mais conhecida como Viih Tube. Durante o mês de março, a programação do PodSempre contará histórias inspiradoras de personalidades femininas fortes e de diferentes perfis e idades. O podcast da rede de farmácias tem objetivo de abordar temas relevantes como saúde, desafios, beleza, qualidade de vida e bem-estar. O programa com a participação da Viih Tube será transmitido na noite desta quarta-feira, 08 de março, no YouTube oficial da Pague Menos.
 

Com diversas habilidades artísticas, Vitória é reconhecida como influenciadora, atriz, youtuber e escritora. Desde muito jovem, demonstrou maturidade e coragem para enfrentar desafios em sua trajetória pessoal e profissional. Aos 11 anos, após ser diagnosticada com síndrome do pânico e com a separação dos seus pais, para se distrair, criou um canal no YouTube abordando assuntos comuns da adolescência, o que foi o pontapé inicial para conquistar os mais de 50 milhões de seguidores nas redes sociais que tem hoje. Recentemente, Viih Tube participou da edição histórica de um famoso reality show brasileiro, chegando à reta final do programa. No auge de sua vida pessoal, a influenciadora espera ansiosamente pelo nascimento de sua filha, Lua, fruto de seu relacionamento com Eliezer, influenciador e ex-participante da casa mais vigiada do Brasil. 
 

Abuso sexual na adolescência 
Durante a sua participação no podcast da Pague Menos, Viih Tube teve a coragem de compartilhar um episódio difícil de sua vida. Aos 16 anos, ela sofreu abuso sexual de uma pessoa com quem estava começando um relacionamento. A influenciadora retrata que repetiu diversas vezes o "não", mas não foi ouvida. Durante muito tempo, ela se culpou pelo ocorrido e demorou um ano para entender o que realmente tinha acontecido e que a culpada não era ela. Foi difícil dividir a situação com a sua mãe e, quando finalmente o fez, a mãe queria denunciar, mas a influenciadora não se sentia pronta para reviver o trauma. Esse foi um momento em que a terapia foi fundamental para ajudá-la a entender o que aconteceu e a lidar com as consequências emocionais do ocorrido, principalmente porque na época, a youtuber trabalhava com a pessoa que a abusou.
 

“Eu percebi que não estava errada, pois quando contei para minha mãe a reação dela foi de afirmar que eu estava certa. Mas mãe falando, a gente acha que é o lado leoa, o lado que quer defender. Então, mesmo minha mãe falando tudo isso não foi suficiente para que eu achasse que não estava errada. O que foi suficiente, além da terapia, foi um outro namorado que eu tive que quando eu contei a história para ele começou abrir a minha cabeça trazendo se a situação fosse com ele e eu achava que ele reagiria”, ressaltou. Para influenciadora, esse momento foi crucial para entender que isso se tratava mais do caráter do abusador do que sobre a própria pessoa.  
 

“Eu reforço no meu livro que sim, é preciso denunciar. Naquele momento, eu não tive essa força e quando eu quis ter achava que estava tarde. E não tem tarde. Nunca vai ser tarde. Você pode denunciar a hora que você quiser”, finaliza a youtuber. Além disso, a youtuber também retrata que com esses gatilhos, quase reviveu a síndrome do pânico sofrida quando ela tinha 11 anos.
 

Cancelamentos 
Durante a sua participação, a youtuber também relata que passou por seu primeiro episódio de cancelamento quando confundiu Picasso com Romero Britto, e que, após isso, a situação também se tornou motivo de deboche. Além disso, um episódio impactante, em que o cancelamento resultou em agressões, foi quando um homem a atacou na rua em decorrência desses cancelamentos.
 

“Eu ia na escola e tinha acabado de descobrir a síndrome do pânico e era pior. Era uma coisa que poderia ser pequena e hoje eu daria muita risada, mas na época era gigante. Eu tinha entre 14 e 15 anos e aí quando eu chegava na escola era tanto deboche que até a minha professora de inglês fez uma questão da prova sobre Romero Britto e Picasso. Ela nunca leu a prova antes de começar a aula e, neste dia, ela fez a questão de ler a prova inteira só destacar essa pergunta. Fiquei morrendo de vergonha e com vontade de chorar”, ressalta. 
 

Para influenciadora, o maior motivo de participar da casa mais vigiada do país foi conseguir voltar a ser ela mesma. “Sei que em alguns momentos eu virei a vilã. Mas com tudo isso que eu vivi antes na internet, em algum momento eu fazia no automático. Eu perdi minha essência. Eu amava gravar, mas eu não tinha coragem de falar as coisas que eu realmente queria. E ao participar do programa o meu objetivo não era ganhar o valor, até porque eu tinha uma condição financeira ótima, mas claro, eu queria jogar e queria ir até o final. Mas o meu maior motivo foi pessoal. Sai da casa liberta e agora não tinha mais o que esconder, viram todas as minhas versões”. 
 

Viih Tube conclui o assunto mencionando que o momento mais difícil que enfrentou na casa foi a saída de sua principal aliada, a participante Thais. E, em retrospecto, ela reconhece que poderia ter sido um pouco mais paciente e comunicado ao público as coisas que ela estava movimentando dentro da casa, como aproveitar melhor as interações com a audiência.
 

Além de ser influenciadora, Vitória também tem uma carreira como escritora desde os 15 anos. Ela já lançou três livros, incluindo "Tudo tem uma primeira vez" e "Todo amor tem segredos", onde compartilha suas primeiras experiências na vida. Seu último livro, "Cancelada: O que a internet não mostra", foi escrito logo após sua participação no famoso reality show do país. Nas obras, Viih Tube aborda temas sobre a sua vida pessoal, carreira, relacionamentos abusivos e os cancelamentos que enfrentou, mostrando a realidade por trás das câmeras. Ela encontrou nos livros uma forma de desmistificar a imagem criada na internet e compartilhar sua verdadeira história.
 

O valor da simplicidade: a essência marcante da Viih Tube
A youtuber nascida em Sorocaba, interior de São Paulo, tem lembranças muito positivas de sua infância. Ela relatou que foi a melhor fase que poderia ter tido e hoje, ao planejar a vida de sua filha, consegue visualizar como seus pais acertaram em todos os detalhes na época. Como filha única, a influenciadora passou sua infância no interior, onde tinha muito contato com a natureza e brincava na terra. Ela só teve um celular aos 11 anos, pois não fazia tanta questão e ainda vivia em uma época em que a tecnologia não era tão presente. Viih Tube morou no interior até os 18 anos e guarda memórias das brincadeiras simples e da simplicidade da vida. Essa fase de sua vida deixou marcas profundas em sua personalidade e em sua maneira de ver o mundo, impactando inclusive em seu trabalho como influenciadora digital. “Eu tive uma infância bem interior mesmo. Foi bem gostoso. Lá a segurança era muito tranquila, então eu vivia na rua e ficava com os vizinhos brincando”, pontua Viih Tube. Ela também menciona que sempre gostou muito de estudar e que, antes de se tornar uma figura pública, seu sonho era ser médica e que se inscreveu em vários vestibulares, porém, já estava vivendo uma vida pública, então, no terceiro colegial, o retorno financeiro já era significativo. “Minha mãe parou e falou você não é uma Fênix. Você não vai conseguir fazer tudo e a faculdade de medicina é difícil e eu te conheço. Você vai ficar se cobrando até passar no curso”, finaliza. 
 

A influenciadora retrata sobre a relação que tem com sua mãe, descrevendo-a como muito companheira e sempre presente para a aconselhar. Viih Tube espera poder ter a mesma relação com sua filha, mantendo um laço de companheirismo e apoio mútuo.
 

Gravidez inesperada: os riscos da troca de anticoncepcionais
No podcast, Viih Tube contou os detalhes sobre como descobriu sua gravidez. Segundo ela, no início surtou e entrou em uma negação ainda maior do que seu namorado Eliezer. Tudo começou quando passou a sentir desconforto durante a relação sexual e decidiu procurar a ginecologista. Foi então que a médica informou que seu útero estava muito grande, três vezes maior do que o normal, e que poderia ser um cisto ou gravidez. "Comecei a rir de nervoso", contou Viih Tube. Ela engravidou durante a troca de anticoncepcional, o que a surpreendeu bastante. Agora, a influenciadora está se preparando para a chegada do bebê e compartilhando sua jornada com seus seguidores.
 

“Eu tomo anticoncepcional desde 15 anos e sou super regrada. Eu tomo certinho, todos os dias só que o anticoncepcional quando eu fui passar com a minha médica ele não estava dando tanto efeito. Ele me dava efeitos reversos do nada, anos depois. Dor de cabeça, espinhas e minha menstruação vinha desregulada e foi onde eu troquei o remédio. Nessa troca, eu nunca pausei entre os remédios. Só que esse outro remédio não sei se foi bom para mim e se chegou a funcionar pois logo depois eu engravidei”. A influenciadora ainda relata que a gravidez por ter sito pela troca do medicamento ou pelo percentual de chances que o remédio ainda apresenta. 
 

Quando contou sobre a gravidez para seu companheiro, Eliezer ficou feliz e se preocupou em cuidar da influenciadora, considerando que ela havia enfrentado casos de anemia anteriormente.
 

Saúde e bem-estar
A Pague Menos visa consolidar a marca como um hub de saúde, considerado o mais completo do varejo farma do Brasil, e um verdadeiro ecossistema de soluções completas para a qualidade de vida e o bem-estar dos clientes. E, durante o podcast, Viih Tube relata que tem uma verdadeira paixão por farmácias e considera esse tipo de estabelecimento fundamental. A influenciadora destaca que, para ela, a farmácia não se resume apenas a remédios, mas também é um lugar onde pode encontrar de tudo, inclusive cuidados para a pele. “Farmácia não é só remédio. Farmácia é tudo”, finaliza. 
 

Saiba mais com o Sempre Bem 
Há anos, a Pague Menos vem investindo em oferecer acesso à saúde de qualidade para a população e, com isso, é considerada o hub de saúde mais completo do varejo farma no mercado, disponibilizando uma gama de serviços ao consumidor. Pensando nisso, a empresa lançou no mês de janeiro, o seu programa de benefícios Sempre Bem, que dá acesso a serviços farmacêuticos gratuitos nos canais digitais. O programa de benefícios é apoiado pela plataforma digital Sempre Bem, que oferece conteúdos sobre saúde, beleza, qualidade de vida e comportamento nos canais digitais da rede.
 

No site, a empresa disponibiliza um conteúdo sobre como funciona a pílula anticoncepcional que é algo que ainda gera uma série de dúvidas para as mulheres que fazem uso dela. Qual a eficácia? É perigoso? Quanto tempo para fazer efeito? Clique aqui e confira tudo sobre o assunto.

 


Sobre as Farmácias Pague Menos e Extrafarma
A Pague Menos e Extrafarma estão presentes nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal. Contam com aproximadamente 1.652 lojas, distribuídas em 389 municípios, com 25,7 mil colaboradores, além de uma plataforma omnichannel, que possibilita ao cliente comprar como quiser e receber seus produtos como preferir. Líderes nas regiões Norte e Nordeste, a Pague Menos e Extrafarma são hoje o Hub de Saúde da classe média expandida, com mais de mil unidades do Clinic Farma em todas as regiões do país.
 
Contatos para Imprensa – Pague Menos
Vanessa Oliveira / [email protected]
Denise Carvalho / [email protected]  
[email protected]
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp