05/07/2021 às 10h24min - Atualizada em 05/07/2021 às 10h24min

Museu Histórico de Campos é reaberto para visitas agendadas

Dando prosseguimento ao projeto de retomada gradual do acesso da comunidade aos seus equipamentos, a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) inicia nesta terça-feira (6), a reabertura do Museu Histórico de Campos dos Goytacazes (MHCG), localizado na Praça do Santíssimo Salvador, mediante agendamento. As visitas acontecerão de terça-feira a sábado, das 10h às 16h, para grupos com o mínimo de três pessoas e limite máximo 20 pessoas, por hora. O agendamento deve ser feito pelo telefone (22) 98179-4455, disponível para atendimento de segunda à sexta, das 9h às 17h.
 
"A reabertura do MHCG faz parte das comemorações de seus nove anos, celebrados no último dia 29. Sabemos da importância do contato da comunidade com a história de sua cidade e, em nosso Museu, cada espaço nos revela importantes partes dos ciclos vividos por nossa Campos. Com toda segurança, a comunidade volta a ocupar os equipamentos culturais a ela pertencentes", observa a presidente da FCJOL, Auxiliadora Freitas.
 
PROTOCOLOS – Os visitantes deverão chegar 20 minutos antes do horário previamente agendado. Ao entrar no MHCG, será necessário o uso de máscara cobrindo nariz e boca. Monitores do equipamento farão a aferição de temperatura de cada visitante e a higienização das mãos, com álcool. As pantufas, obrigatórias para a visita aos cômodos do Solar do Visconde de Araruama, para segurança dos visitantes, serão descartáveis. Neste momento de pandemia, os armários de guarda-volumes não estarão disponíveis.
 
"Para todas as visitas teremos monitores/mediadores treinados, conduzindo a passagem dos visitantes por cada espaço, detalhando o acervo do Museu. Para zelar pelos protocolos de prevenção a Covid-19, criamos essas normas, seguindo as orientações de reabertura de outras instituições museais do país. Com todo cuidado iremos continuar com nosso trabalho de atendimento ao público visitante, informando sobre a nossa história regional", finaliza Auxiliadora Freitas.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp