11/11/2019 às 11h16min - Atualizada em 11/11/2019 às 11h16min

FestCampos de Poesia Falada: três dias de muita cultura no auditório do Liceu

O niteroiense Alberto Antônio Sobrinho faturou o primeiro lugar com a poesia New Gothan City de autoria própria. A campista Lívia Barbosa levou o primeiro lugar na categoria intérprete com "Cinzas", arte também autoral

Supcom
Foto: Barbara Lemos
Após três dias de festival, a poesia e o melhor intérprete do XXI FestCampos de Poesia Falada, foram escolhidos na noite do último sábado (9). O niteroiense Alberto Antônio Sobrinho faturou o primeiro lugar com a poesia New Gothan City de autoria própria.  A campista Lívia Barbosa Prado levou o primeiro lugar na categoria melhor intérprete  com "Cinzas", arte também autoral. Na mesma noite foi divulgado, ainda, o vencedor do XXIX Concurso Nacional de Contos José Cândido de Carvalho. André Kondo declamou Cerejeira.  O FestCampos foi  realizado pela Prefeitura, por meio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), no auditório do Liceu de Humanidades de Campos. 
 
- Este FestCampos veio ratificar nossa expectativa quando sabíamos que seria um momento enriquecedor a nível de talento, sensibilidade e interação cultural. Campos ficou muito mais rica depois dessas belíssimas apresentações literárias - afirmou a presidente da FCJOL, Cristina Lima. 
 
O FestCampos de Poesia Falada recebeu inscrições de candidatos dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia entre outros. O Festival, que começou na última quinta-feira (7), ofereceu uma oficina de Interpretação Poética ministrada pelo poeta Artur Gomes aos intérpretes das poesias selecionadas. Neste sábado, 30 das 60 poesias selecionadas, concorreram à final. 
 
Lívia Barbosa Prado falou sobre a emoção de ganhar um concurso na própria cidade que foi criado há 20 anos com o objetivo de abrir espaço na cidade para que poetas e declamadores de todo o Brasil possam criar e mostrar seus talentos na arte de escrever e declamar.
 
"Escrevo poesia desde os 14 anos, quando participei de um concurso e também fiquei entre os três melhores. Em 2016, também participei do FestCampos e ganhei tanto em interpretação quanto em poesia. Então, só posso ser grata a essa cidade que sempre proporciona a oportunidade do artista mostrar sua arte, seu trabalho.  Poesia é uma ferramenta humana que me ajuda no processo de transformação, pois enquanto mulher, artista e negra; contribuem na minha trajetória", disse Lívia, de 30 anos.  
 
Concurso Nacional de Contos José Cândido de Carvalho - O concurso de Contos foi criado em 1989 com a proposta de fomentar a criação literária e passou a fazer parte do projeto “O coronel e o Lobisomem” a partir do ano 2000, homenageando a obra e a memória do escritor campista José Cândido de Carvalho.
 
Os vencedores dos dois concursos receberão prêmios em dinheiro, de acordo com a classificação e categoria. A presidente da FCJOL orientou como todos devem proceder. 
 
Confira abaixo os vencedores na final do concurso. 
 
 
Poesias 
 
1 - New Gothan City
Autor: Alberto Antonio da Silva Sobrinho
Niterói-RJ
 
 
2 - A Meus Deuses Profanos
Autor: Marcelo Atawalpa Monteiro Lopes
Macaé-RJ
 
 
3 - Cinza
Autora: Livia Barbosa Prado
Rio de Janeiro-RJ
 
 
Intérpretes 
 
1- Lívia Barbosa Prado (Cinzas)
 
2- Victor Colonna (Curto Circuito)
 
2 - Juliana Gonçalves (Insubordinadas)

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp