01/11/2019 às 14h14min - Atualizada em 04/11/2019 às 09h50min

Preconceito e negligência ainda impedem diagnósticos precoces nos homens

Prevenção ainda é o melhor remédio e precisa fazer parte também do comportamento dos homens

DINO
https://www.urologistajuliobissoli.com.br
Reprodução

Vai chorar? É só uma dorzinha de nada. Seja homem! Essas e outras ideias de que eles não podem ser frágeis e não precisam de cuidados contribuem para que homens deixem de ir ao médico. Em comparação com as mulheres, foram 80 milhões de consultas a menos em 2018, de acordo com o Ministério da Saúde. É uma atitude de omissão, que beira a negligência com a própria saúde, e por isso é tão comum que os pacientes cheguem aos consultórios com sintomas avançados, quando já existe a necessidade de intervenções cirúrgicas.

Não tem jeito, prevenção ainda é o melhor remédio e precisa fazer parte também do comportamento dos homens. Visitar o urologista com frequência é essencial para o diagnóstico precoce de doenças, evitar complicações e favorecer possíveis tratamentos. Por ser um profissional que cuida da saúde masculina, o urologista checa diversos fatores que possam interferir no bom funcionamento do organismo, a partir de exames e análises que envolvem desde estilo de vida até o histórico familiar.

Fazer o check-up (https://www.urologistajuliobissoli.com.br/especialidades/checkup-masculino/) com frequência é fundamental para homens terem mais qualidade de vida e bem-estar. Isso porque são observados indicadores importantes para a saúde, tais como níveis hormonais, sorologias de doenças sexualmente transmissíveis, hérnias, alterações testiculares, entre outros.

"A recomendação é que exames assim passem a fazer parte da rotina a partir dos 40 anos de idade, como o PSA (antígeno prostático específico) no sangue, que mostra se existe risco alto ou baixo do indivíduo ter câncer de próstata. Também investigamos o histórico de câncer na família, e acompanhamos outras análises, de colesterol, diabetes, triglicérides, para garantir um diagnóstico precoce e encaminhar esses pacientes para o tratamento clínico específico o quanto antes, aumentando as chances de melhora", explica o Dr. Julio Bissoli, urologista cirurgião.

A ideia é verificar o desempenho ou alterações na bexiga, rins, uretra, testículos e próstata, além de outros sintomas que possam apontar desequilíbrio no organismo. Visitar o urologista regularmente é dar atenção à saúde e valorizar a si mesmo. Cuide-se!


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp