10/03/2023 às 17h24min - Atualizada em 11/03/2023 às 00h03min

Aquele Que Apenas Canta é o novo single do maranhense Rafa Noleto

A canção apresenta um arranjo de vozes que conduz a obra do compositor maranhense

SALA DA NOTÍCIA Café8 Comunicação & Marketing
Marcus Negrão

Uma celebração ao cantar, à voz como instrumento. Aquele Que Apenas Canta é a nova canção do cantor, compositor e antropólogo, Rafa Noleto, lançada hoje (10) pela Vitrola Play. A faixa é o último single antes de seu álbum de estreia, Cantositor, que será lançado dia 07 de Abril e terá mais três canções inéditas e uma faixa bônus, além das dez já divulgadas, totalizando 14 músicas. A faixa bônus será uma versão estendida de "Mar Profundo", último single lançado pelo cantor em fevereiro. Quanto ao novo som, “é uma canção feita por um artista que se percebe como um cantor que compõe e não um compositor que canta”, resume o autor. Ouça aqui.

Você só canta ou toca algum instrumento?”. Segundo Rafa, esta é uma pergunta frequentemente feita às pessoas que cantam. “Mas o inverso raramente ocorre, pois tocar instrumentos é uma cobrança que, em geral, se faz aos cantores, mas cantar não é uma cobrança que se faz normalmente aos instrumentistas”. O single, portanto, reflete sobre essa questão e homenageia a todas as pessoas que usam a voz como um instrumento de expressão musical. “É uma celebração à voz cantada, cuja letra em primeira pessoa pretende ser autobiográfica e, ao mesmo tempo, uma canção em que cantores possam, de alguma forma, ouvir a si mesmos, reconhecendo-se, em suas semelhanças e diferenças, como portadores de saberes musicais únicos”, diz o autor.

Aquele Que Apenas Canta, ainda, aponta o cantar como “o instrumento musical que antecede a todos os outros, pois permite que os seres façam música dentro e a partir de si mesmos. Busquei enfatizar diversas dimensões envolvidas no ato de cantar como o seu caráter biológico (‘aquele cujo instrumento é a garganta’), o seu aspecto subjetivo (‘solto a voz que em mim ressoa’), o seu fundamento musical (‘eu sou aquele que soa o som’), o seu componente divino (‘eu sou aquele que vibra o corpo em pleno dom’) e suas propriedades metafísicas (‘eu sou aquele que quando canta o mal espanta’)”, explica Rafa. “Quero mostrar que a voz não é um instrumento musical menos importante ou menos complexo do que os outros, pois cantar exige um amplo conhecimento sobre a produção fisiológica do som no corpo, além de demandar muita dedicação ao estudo de aspectos musicais envolvidos no canto”, reforça .


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp