10/07/2019 às 09h26min - Atualizada em 10/07/2019 às 09h26min

Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

Paulo Henrique Amorim além de sua esposa, deixa uma filha e um grande legado na comunicação brasileira.

Redação
Reprodução
Faleceu na madrugada desta quarta-feira (10) na cidade do Rio de Janeiro, Paulo Henrique Amorim. O jornalista que passou por vários veículos de comunicação tinha 77 anos.

De acordo com as primeiras informações da sua esposa, a também jornalista Geórgia Pinheiro, Amorim teria saído para jantar no começo da noite desta terça-feira (09), e durante a madrugada sofreu um enfarte fulminante em casa.

Filho de jornalista, Paulo Henrique Amorim, ou também PHA assim chamado por muitos, começou sua carreira no início da década de sessenta já cobrindo política no jornal “A Noite”, um periódico da cidade do Rio de Janeiro, que em 1961 trazia pautas como a “renúncia de Jânio Quadros” e a chamada “Cadeia da Legalidade”, que se formava na tentativa de garantir a pose de João Goulart.

Passou por veículos como a revista Realidade, revista Veja, assim como também nas emissoras Manchete e Globo, trabalhando por um longo tempo em Nova Iorque nos Estados Unidos como correspondente internacional da Globo.

De volta ao Brasil Paulo Henrique Amorim passou pela Rede Globo e Rede Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band e o programa político “Fogo Cruzado”.  Na TV Cultura comandou um programa em formato talk-show, nascendo então o “Conversa Afiada” produzido por sua empresa, PHA Produções, e também transmitido pelos canais de tevês, TVE Brasil e TV NBR, durando até o final de 2002 no término do contrato e continuando online como blog até hoje.

Também até este ano, apresentou a revista eletrônica aos domingos, “Domingo Espetacular” na Record TV, emissora em que estava desde 2003.

Paulo Henrique Amorim além de sua esposa, deixa uma filha e um grande legado na comunicação brasileira.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp