09/07/2019 às 17h27min - Atualizada em 10/07/2019 às 13h50min

Campista viaja para a Turquia em missão para ajudar refugiados Sírios

Paulo Roberto e sua família vendem brownies e camisas para financiar trabalho voluntário

Redação
Arquivo Pessoal
Uma prova de que através do amor ao próximo conseguimos mudar o mundo. O estudante de história, teologia e missiologia, Paulo Roberto, de 22 anos, decidiu dedicar seu tempo a uma causa que se tornou prioridade em sua vida: a crise dos refugiados da Síria. Apaixonado pelas causas sociais, Paulo já viajou para dar assistência a comunidades ribeirinhas e indígenas no Amazonas, no Norte do Brasil.

Surgindo de um sonho, a viagem para Turquia vem sendo preparada desde setembro de 2017, através da venda de brownies, camisetas, vaquinha online e parceria com amigos. A meta é conseguir R$ 10 mil para pagar as despesas e viagem.

“Eu tive um sonho que eu tinha um mochilão, e eu colocava um bóton vermelho nesse mochilão. Aí eu fui procurar alguns países que tinham bandeira vermelha. Passou um tempo e calhou de ser a Turquia, porque eu estava na minha casa e peguei uma revista de viagens, e era para a Turquia, naquele momento concretizou e eu senti na minha consciência que era para eu ir para a Turquia.”, explicou Paulo. 

Paulo Roberto irá viajar junto com a organização interdenominacional Jovens com uma Missão (Jocum) na primeira semana de setembro deste ano e passará 90 dias em Istambul mostrando sua solidariedade e compaixão aos refugiados Sírios.

“Eu vou trabalhar em uma creche para refugiados. O Estado não consegue atender as demandas, por ser muito grande, por isso a importância de estar se voluntariando, se prontificando. Para ser uma flecha de luz e esperança para aquelas pessoas que estão em situação de vulnerabilidade”, afirmou.

Faltando R$ 2 mil para completar a meta, Paula Roberto realizará um workshop no próximo dia 20, sobre ‘mobilegrafia’, técnicas da fotografia com o celular, em parceria com seus amigos. Todo valor arrecadado será revertido para a viagem. 

“Eu já fiz dois workshops também de maquiagem com uma amiga que é maquiadora, e esse dinheiro foi revertido. São R$ 10 mil que cobre alimentação, passagem, hospedagem.”, completou.

Brasil é o sexto país com maior número de pedidos de refúgio acumulados e segundo Paulo Roberto, “essa é uma luta que não é só minha, mas de todos nós’’

“A importância de ajudar os refugiados para mim é urgente. Eu fui ensinado desde cedo que a gente precisa amar o próximo como a nós mesmos. E, desde sempre minha família ajuda as pessoas. Hoje é uma crise humanitária, e creio que todos nós precisamos entender sobre essa crise.”, finalizou.

Os interessados em ajudar, podem estar entrando em contato com Paulo Roberto através do Instagram.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp