17/03/2023 às 16h06min - Atualizada em 19/03/2023 às 00h01min

Fundação do Livro e Leitura e Resenha Preta oferecem novo clube de leitura

SALA DA NOTÍCIA Verbo Nostro
Um dos propósitos da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é formar mais leitores para o país. Para isso, desenvolve uma série de projetos educativos e gratuitos para a população. Recentemente, a entidade firmou parceria com o Clube Literário Resenha Preta para realizar um encontro por mês, na Biblioteca das Artes Lucília de Almeida Prado, localizada na sede da Fundação. O primeiro encontro acontece neste sábado (18/3), às 10h, que abordará o tema “Os sonhos das crianças pretas” e terá a participação da escritora Cidinha da Silva, debatendo sua recente obra “O mar de Manu”.

Cidinha da Silva é escritora e editora na Kuanza Produções. Publicou 19 livros, “Um Exu em Nova York” (Prêmio Biblioteca Nacional, 2019) e “Os nove pentes d’África” (PNLD Literário 2020) são duas de suas obras de destaque. A autora possui publicações em alemão, catalão, espanhol, francês, inglês e italiano. A mediação do encontro será feita pela professora Virgínea Araújo, e da analista de sistemas, maquiadora e idealizadora do projeto, Iuliana Rodrigues.  

Clube de Leitura
O Clube Literário Resenha Preta, oferecido em Ribeirão Preto, tem um formato inovador: está centrado em um tema específico a partir da obra de autores pretos, que estarão presentes para ampliar o debate e criar interação com o público. A proposta é traçar, junto ao autor e o leitor, reflexões abrangentes, além de expandir o universo da leitura dos participantes, com sugestões de outras obras. As questões raciais e a literatura contemporânea afro-brasileira serão norteadoras dos encontros.

Os encontros terão curadoria dos organizadores do Clube Literário Resenha Preta e mediação de professores e especialistas em literatura ou do universo da cultura negra. Todos as obras discutidas fazem parte do acervo da Biblioteca da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto. 

A presidente da Fundação do Livro e Leitura, Dulce Neves, diz que, a cada a ano, a entidade lança novos projetos – seja de criação própria ou através de parceria, como o que foi firmado agora com o Resenha Preta. “Com esta parceria, queremos discutir e divulgar cada vez mais obras de escritores pretos e contribuir para o avanço da cultura afro no cenário nacional nos mais diversos gêneros: romances, ensaio, conto, crônica, poesia ou dramaturgia”, destaca.

O Clube de Leitura
O Clube de Leitura Resenha Preta surgiu a partir de um blog que incentiva a literatura e escrita negra entre os jovens, adultos e crianças, criado em 2019 por Iuliana Rodrigues. Analista desenvolvedora de sistemas há 10 anos, Iuiana é também empreendedora com duas marcas de cosméticos, atuando na autoestima da mulher negra, além de ser ativista de dois coletivos Negros - o Abayomi e União das Pretas, ambos em Ribeirão Preto. "Nosso principal o objetivo com o Resenha Preta é atuar na reparação histórica da população negra através da promoção da cultura literária, formação política e do combate ao racismo com o fortalecimento do papel fundamental que na promoção da igualdade racial", explica.

O Clube Literário Resenha Preta faz parte das ações do projeto Biblioteca das Artes, da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, contemplado no Edital PROAC Nº 27/2022 - Literatura / Implantação, Reforma, Ampliação ou Modernização de Biblioteca.

AGENDA
Resenha Preta
“O mar de Manu”, com Cidinha da Silva
Data: 18 de março (sábado)
Horário: 10h
Local: Sede da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto (Rua Professor Mariano Siqueira, 81, Jardim América – Ribeirão Preto)

“Orixás no terreiro sagrado do samba”, com Claudia Alexandre
Data: 15 de abril (sábado)
Horário: 10h
Local: Sede da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto (Rua Professor Mariano Siqueira, 81, Jardim América – Ribeirão Preto)
                           
Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, responsável pela realização da Feira Internacional do Livro da cidade, hoje considerada a segunda maior feira a céu aberto do país.

Com uma trajetória sólida, projeção nacional e agora internacional, a entidade estabeleceu sua experiência no setor cultural e, atualmente, além da feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação do Livro e Leitura se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp