23/02/2022 às 11h40min - Atualizada em 23/02/2022 às 11h40min

Campos: Dom Roberto Francisco celebra 14 anos de Ordenação Episcopal

- Redação
A Catedral do Santíssimo Salvador abriu suas portas na noite desta terça-feira (22) para a celebração da Santa Missa em ação de graças pelos 14 anos da Ordenação Episcopal do bispo Diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz. A celebração, presidida por Dom Roberto, contou com a presença da primeira-dama do município, Tassiana Oliveira, representando o prefeito Wladimir Garotinho. Padres de diversas paróquias do município e de outras cidades da Diocese, também participaram da celebração, junto dos fiéis.
 
Bispo referencial da Pastoral Nacional da Saúde da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Roberto Francisco nasceu em Montevidéu, Uruguai, em 5 de junho de 1953. Foi ordenado sacerdote no dia 16 de dezembro de 1989 e, em 8 de junho de 2011, o Papa Bento XVI o nomeou para bispo da Diocese de Campos, cargo que assumiu em 30 de julho do mesmo ano, sucedendo Dom Roberto Gomes Guimarães, hoje bispo emérito.
 
“Neste 22 de fevereiro, dia em que a Igreja Católica celebra a Festa da Cátedra de São Pedro, tenho a alegria de comemorar meus 14 anos de sagração episcopal. Dentro deste período, há 11 anos, recebi a honrosa missão de ser ordenado bispo da Diocese de Campos, acolhendo fiéis de 17 cidades do Norte e do Noroeste Fluminense. E, este ano, a comemoração se torna ainda mais especial, já que estamos nos preparando para celebrar os 100 anos da Diocese, em 4 de dezembro. Agradeço ao povo de Campos e das demais cidades, por todo o carinho que recebo, diariamente. Que o Santíssimo Salvador, nosso padroeiro, siga nos abençoando”, disse Dom Roberto.
 
Para Tassiana Oliveira, participar da celebração de uma data tão especial para Dom Roberto, foi uma alegria. “Nosso bispo tem sua missão voltada para o acolhimento e a escuta, da mesma forma como Wladimir pensa, colocando seu mandato voltado para a missão de cuidar das pessoas. Trouxe o abraço do prefeito, desejando êxito na missão de Dom Roberto, principalmente no trabalho social desenvolvido por ele, junto dos padres e demais fiéis da Diocese de Campos”, enfatizou.
 
Antes do término da santa missa, Dom Roberto ouviu cartas de congratulações por seus 14 anos de espipocado, enviadas pelo arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta; pelo arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo; pelo bispo da Administração Apostólica São João Maria Vianney, Dom Fernando Arêas Rifan e por outras bispos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp