13/02/2020 às 11h33min - Atualizada em 13/02/2020 às 11h33min

Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?

Mudança na metodologia do diagnóstico explica aumento dos números

Agência Brasil
Reprodução
“As mortes são preocupantes e há de fato um aumento no número de mortes registadas, mas se olharmos para a totalidade do número de mortes e de casos, a taxa de mortalidade continua a ser o mesmo que tem sido”, acrescentou.

A mudança no método de diagnóstico poderá também ter origem num problema prático: nas últimas semanas, os profissionais de saúde da província no epicentro do surto do novo coronavírus têm denunciado a escassez de kits de diagnóstico através dos testes padrão.

Esta carência material tem impedido o acesso de vários doentes aos tratamentos e os responsáveis de saúde já tinham apelado às autoridades para que os parâmetros de diagnóstico do vírus fossem alargados de forma a diagnosticar e tratar mais pacientes.

Outro problema com os testes estava relacionado com a morosidade do processo de identificação do vírus. Os testes padrão de RNA poderiam demorar vários dias a chegar a um diagnóstico, enquanto a tomografia computadorizada pode mostrar mais rapidamente infecções nos pulmões.

Em declarações à agência Reuters, Qi Xiaolong, professor de Medicina em Gansu, China, considera que a mudança de metodologia a nível local poderá ajudar a uma deteção consequentemente isolamento mais rápido e efetivo, não só devido à falta de kits e de pessoal médico para realizar os testes, mas também por possíveis erros de diagnóstico nas amostras recolhidas para análise.

"Uma pessoa que tenha acusado negativo nos testes pode ser uma fonte de infeção para uma comunidade", apontou. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp