11/02/2020 às 11h45min - Atualizada em 11/02/2020 às 11h45min

Programa "A Voz de Campos" recebe coordenador da FUP nesta terça (11)

José Maria Rangel falou sobre emprego, renda e desenvolvimento no Brasil

Redação
Rádio Aurora
O programa "A Voz de Campos" desta terça-feira (11), com a apresentação de Germando Santos, recebeu nos estúdios da Rede Aurora no quadro “Conversando Com o Povo” o coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, para abordar o tema “Emprego, Renda e Desenvolvimento no Brasil”, com os comentários de Luiz Henrique.

Ao longo do programa, diversos assuntos relacionados à economia do Brasil e o desenvolvimento regional do Norte do Estado vinculados ao setor petrolífero estiveram em evidência.

Quando comentado sobre a queda e o chamado “sucateamento” da Petrobras sob os dois últimos governos, Termer e Bolsonaro, foram relembrados o auge da empresa estatal durante os governos petistas, em que descobertas de novos campos de exploração como o pré-sal junto com a política externa vivida pelo Brasil desde 2003 puseram em alta a Petrobras.

“No Brasil, nós tivemos a capacidade quando se tinha no Brasil um governo que aposta no país, de descobrir o pré-sal, que é a maior reserva de petróleo descoberta nos últimos períodos com mais de 200 bilhões de barris de petróleo. Uma empresa privada não descobriria o pré-sal”, enfatizou José Maria Rangel.

Durante o programa também foram comentados sobre o quadro de empregabilidade no país, que desde o início da recessão vive oscilações desfavoráveis ao crescimento econômico.

Greve

A categoria petroleira está em seu décimo primeiro dia de greve e o movimento segue forte em todo o país. No Norte Fluminense, na manhã de ontem (10), trabalhadores de duas plataformas (P-12 e PNA-2) decidiram não embarcar, cortando a rendição da equipe que está a bordo. Outras 22 plataformas estão na greve, com operações entregues pelos petroleiros aos gestores da Petrobrás.

Em Cabiúnas, o corte de rendição continua, mas agora operado de forma surpresa, mantendo o controle dos trabalhadores sobre o movimento. Nas bases administrativas continua o trabalho de convencimento da direção do sindicato e da militância grevista sobre a importância de não ir ao trabalho.

Na base de Imbetiba, os petroleiros e petroleiras que entraram pelo portão da Praia Campista, além de dialogar com a diretoria do sindicato sobre a importância do movimento, puderam visitar exposição de camisas das campanhas sindicais de vários anos, ler poesias fixadas nas pilastras e escrever suas impressões em um flip chart disponibilizado no local.

No último final de semana, o Sindipetro-NF indicou aos operadores das salas de controle das plataformas, que atuam em terra, que também entreguem a operação à gestão da companhia.


O programa completo pode ser conferido na íntegra através do link: Aqui.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp