29/11/2019 às 14h45min - Atualizada em 29/11/2019 às 14h45min

Abel Braga deixa o Cruzeiro após derrota para o CSA

Adilson Batista, de 51 anos, foi anunciado como o substituto. Será o quarto técnico nesta temporada.

Globo Esporte
Vinnicius Silva/Cruzeiro
Abel Braga deixou o comando do Cruzeiro. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (29)  pelo gestor de futebol do clube, Zezé Perrella, após o time ser derrotado por 1 a 0 para o CSA, dentro do Mineirão, na noite passada. Adilson Batista, de 51 anos, foi anunciado como o substituto. Será o quarto técnico nesta temporada. Antes, além de Abel Braga, Rogério Ceni e Mano Menezes comandaram a equipe em 2019.

"Ontem (quinta) completaram dois meses. E de forma muito rápida estou saindo. Estou me despedindo com consciência doendo, porque vim com o intuito único exclusivamente de ajudar esse clube", afirmou Abel Braga.

Frustração

Contratado para ocupar a vaga de Rogério Ceni, que ficou apenas oito jogos no comando do time, Abel Braga também teve curta passagem pelo Cruzeiro. Completou dois meses na função na quarta-feira. Foi o 14º jogo à frente do time, com três vitórias, oito empates e três derrotas.

"Esse peso e essa frustração é de não ter conseguido. Se tu bota uma equipe e o adversário deu um chute e fez um gol, nós finalizamos 23 vezes e não conseguimos fazer gol. Isso se repetiu contra o Avaí, contra o Fortaleza. Tem que se tentar uma coisa de impacto. Então, eu deixei a direção muito à vontade e com muita clareza. Sei da situação que eu peguei o clube e esse homem que tá aqui (Zezé Perrella), que fez isso tudo, sabe a situação que pegou ", eclarou Abel.

Saída sem multa

O gestor de futebol do Cruzeiro afirmou que a rescisão com o técnico, Abel Braga, não tem multa para o Cruzeiro. Disse que, agora, o momento é de dar um "choque" para tirar o Cruzeiro dessa situação.

"Tive a oportunidade de trabalhar com um dos melhores caracteres que eu conheci no futebol, que é o Abel Braga. Ainda quando presidente do Cruzeiro, sempre quis trabalhar com Abel e, por um motivo ou outro, as coisas não deram certo. É o primeiro contrato de treinador que não consta multa, porque ele assim quis. Isso em todos os clubes onde passou."

O resultado no Mineirão deixou ainda mais dramática a situação da Raposa na briga para escapar da zona do rebaixamento. Restando três rodadas, o time ocupa a 17ª colocação, a primeira no Z-4, com 36 pontos. O Ceará, primeiro clube fora do grupo da degola, tem 37 pontos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp