14/03/2023 às 19h53min - Atualizada em 15/03/2023 às 00h04min

Teatro de luvas terá exposição no Garten Shopping

SALA DA NOTÍCIA Ana Paula Keller
Primeira Via Comunicação Integrada

A partir do dia 14 de março o Garten Shopping recebe a exposição de bonecos de luva que fazem parte do Kasperl Theater, da artista Mery Petty, de Jaraguá do Sul. Os fantoches compõem uma família de fantoches que eram utilizados pela imigrante alemã Móin-Móin para contar histórias nos anos 50. Dos 17 bonecos, alguns estarão no mall e os demais no espaço Garten Cultura, em frente a Outback, com visitação gratuita.

Entre os personagens, há o herói chamado de Kasperl, a Gretel que não se sabe se é irmã, prima ou namoradinha, o Seppel que é o amigo de Kasperl, mas que é todo atrapalhado e não muito otimista e a avó que representa a sabedoria e carinho para com a família. "Esses bonecos foram confeccionados por mim, e junto da minha companhia teatral resolvemos montar uma peça para contar a história dessa imigrante, porque foi através dela que tivemos nosso primeiro contato com essa linguagem teatral”, conta a artista Mery Petty da Cia. Alma Livre.

De acordo com o artista Cassio Correia, responsável pelo ANIMANECO – Festival Internacional de Teatro de Bonecos, em Joinville, no Brasil há vários festivais de formas animadas e em Santa Catarina os imigrantes germânicos trouxeram o seu teatro de títeres, o Kasperl Theater. “Popularizou-se de tal forma que hoje é sinônimo de teatro de bonecos alemão. A exposição tem como objetivo principal, a disseminação da arte do teatro de bonecos de luva e a história do teatro de bonecos na nossa região”.

Para o gerente de Marketing do Shopping Garten, Ari Vieira Junior, a exposição marca o apoio ao Festival Internacional de Teatro de Bonecos. “Existem diversas ações sendo realizadas na cidade de Joinville e o Garten Shopping é um palco para apresentação de algumas dessas atividades que serão abertas para toda comunidade”.

A exposição que inicia neste mês é a primeira de uma série de atividades que antecedem a 5ª edição do ANIMANECO, no mês de agosto.Depois da Família Kasperl, em maio e junho haverá presença dos bonecos gigantes de São Francisco do Sul, em julho acontece a exposição interativa “Teatro Feito à Mão”, do artista Sérgio Tastaldi e, em agosto, ocorrem apresentações no palco aberto dentro do Shopping Garten. 

Quem era a Móin-Móin

Margarethe Pätzmann Schlünzen, nasceu a 13 de fevereiro de 1900 em Soltau, na Alemanha e veio ao Brasil para cuidar dos filhos de uma irmã. Morou em São Bento do Sul e depois de casar com o Pastor Ferdinand Schlünzen mudou para Jaraguá do Sul. Em 1957, Margarethe criou bonecos de papel maché com ajuda do seu filho Klaus. Montou uma tenda em uma unidade de educação infantil e lá se apresentava contando histórias. Atuou até 1973 quando faleceu.

Móin-Móin era como as crianças a chamavam. Entre os personagens que criou estão a Bruxa, o príncipe, a princesa, o lobo, o policial, o Zé Galinha e a Maria, o plebeu e a Plebéia, o urso e o macaquinho, o tenebroso e assustador jacaré. Também há o Kasperl, um bobo da corte.

ANIMANECO 2023

Acontecerá de forma gratuita a toda população, no mês de agosto em Joinville e São Francisco do Sul. Há previsão de mais de 50 atrações nacionais e internacionais. O 5º ANIMANECO – Festival Internacional de Teatro de Bonecos terá também a realização do 4º Seminário de Teatro de Animação de Joinville e o resgate da Mini Mostra de Teatro Lambe-lambe com edições realizadas nos anos de 2007 e 2011.

“Devido ao sucesso destas edições, pretende-se estender esse festival para um número maior de pessoas, ampliando a democratização do acesso porque no Norte de Santa Catarina são poucas as produções que utilizam a linguagem de teatro de bonecos”, explica Correia.

Curiosidades

O termo formas animadas, também chamado de teatro de animação, é um gênero teatral que inclui o teatro de bonecos, máscaras, objetos, sombras, imagens, formas abstratas, minimalismo. É uma linguagem antiga, com sua criação registrada antes mesmo do teatro de atores, acredita-se que esta forma de expressão tenha nascido na pré-história, com a projeção de sombras nas paredes. Ela também tem manifestações diferentes em cada país, com bonecos criados com características diferentes em cada cultura. Na idade média, os bonecos eram utilizados nas doutrinações religiosas e apresentadas em feiras populares.

Na Itália, o boneco mais conhecido foi o MACEUS, que antecedeu o POLICHINELO. Na Turquia havia o KARAGOZ, na Grécia, as ATALANAS, na Rússia, o PETROUSHKA, em Jawa, o WAYANG, na Espanha, o DON CRISTÓBAL, na Inglaterra, o PUNCH e JUDY, na França, o GUIGNOL, na república Tcheca o HURVINEK, na Alemanha, o KASPERL e no Brasil, o MAMULENGO.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp