06/06/2019 às 08h40min - Atualizada em 06/06/2019 às 08h40min

Nos pênaltis, Fluminense perde para o Cruzeiro e está eliminado da Copa do Brasil

Tricolor buscou o empate em 2 a 2 aos 51 minutos, mas falhou nas penalidades

FutRio
Lucas Merçon (FFC)
O Fluminense visitou o Cruzeiro (MG) na noite de quarta-feira (05), no Mineirão, pelo jogo da volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de empatarem em 1 a 1 na primeira partida, o Tricolor e a Raposa empataram em 2 a 2 no tempo regulamentar. Thiago Neves, duas vezes, para a equipe mineira, Ganso e João Pedro, para os cariocas, anotaram os gols do duelo. Com isso, a decisão da vaga foi para os pênaltis e o Cruzeiro (MG) venceu por 3 a 1.

Agora o Fluminense foca todas as suas forças no Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-Americana. Pela competição nacional, o Tricolor protagoniza o clássico contra o Flamengo, pela oitava rodada, no Maracanã, no domingo (9), às 19h. O Placar FutRio acompanha em tempo real.

Depois de polêmica e VAR, Ganso inaugura o marcador no início

A partida começou com polêmica e os primeiros minutos reservaram diferentes emoções. Logo aos 12 minutos, com o auxílio do VAR, a arbitragem assinalou pênalti para o Fluminense. Ganso cobrou, Fábio defendeu e, no rebote, Luciano completou para o fundo das redes. Mas a arbitragem, também com ajuda do árbitro de vídeo, mandou voltar a cobrança da penalidade. Desta vez, o camisa 10 tricolor não desperdiçou e abriu o placar.

Com o decorrer da primeira etapa, a partida ficou truncada e a bola pouco rolou. Nas raras oportunidades, o Fluminense chegou com perigo. Aos 30, após a zaga do Cruzeiro afastar um cruzamento, Brenner pegou de primeira da entrada da área e assustou Fábio. O Cruzeiro respondeu aos 47 minutos, com Sassá. O atacante roubou a bola da defesa, partiu em direção ao gol e buscou a finalização, que tocou na rede pelo lado de fora.

Thiago Neves comanda virada e João Pedro vai do céu ao inferno

O resultado construído na primeira etapa garantia a classificação para o Fluminense. Com isso, o Cruzeiro voltou do intervalo com uma postura ofensiva. Aos 13 minutos, após escanteio cobrado, Dedé cabeceou para o alto, Arthur Cabral escorou e Thiago Neves, no meio da área, tocou de cabeça para o fundo das redes. O camisa cruzeirense, que construiu uma grande história pelo tricolor no fim da década passada, voltou a aparecer de forma decisiva. Ele aplicou uma caneta em Ganso e lançou Pedro Rocha, que foi derrubado na área. Na cobrança, Sassá bateu mal e Agenor defendeu.

A defesa do arqueiro deu moral e esperanças ao Fluminense, mas não por muito tempo. O Cruzeiro dominou as ações novamente e, aos 31 minutos, com o auxílio do VAR, a arbitragem assinalou mais um pênalti. Desta vez, de Caio Henrique em cima de Lucas Romero. Na cobrança, Thiago Neves não perdoou: cobrou no meio, sem chances para Agenor desta vez, virando o placar. Mesmo assim, o Tricolor não desistiu. Aos 39 minutos, em jogada oriunda de um escanteio, Nino cabeceou e obrigou Fábio a realizar uma incrível defesa.

O melhor estava reservado para os minutos finais. Aos 43, Pedro Rocha passou como quis por Allan e chutou da entrada da área, mas Agenor defendeu de forma sensacional. Com isso, o Fluminense se lançou ao ataque. Aos 47, Mascarenhas cruzou na segunda trave para Ganso, livre de marcação. O meia cabeceou de forma colocada e Fábio praticou mais um milagre. Já nos acréscimos, brilhou a estrela de João Pedro. Aos 51 minutos, Daniel levantou a bola para a área e João Pedro acertou uma linda bicicleta e estufou as redes, empatando a partida e levando o duelo para os pênaltis.

Na disputa, as redes pouco balançaram. Apenas Caio Henrique converteu para o Fluminense, enquanto Paulo Henrique Ganso, João Pedro e Gilberto desperdiçaram. As cobranças perdidas de Lucas Silva e Lucas Romero não fizeram falta ao Cruzeiro (MG), já que Pedro Rocha, Sassá e Thiago Neves, mais uma vez carrasco, garantiram a classificação da equipe mineira. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp