21/03/2019 às 12h30min - Atualizada em 21/03/2019 às 12h30min

Artesãos de Campos expõem trabalhos em feira no Rio

Cinquenta e seis peças de artesãos de Campos estão em exposição até a próxima sexta-feira (22), na 13ª Rio Artes Manuais, no Rio de Janeiro. Com a temática “Pequenos gestos, Grandes Mudanças”, o foco desta edição é a sustentabilidade, o que levou a Secretaria de Estado de Turismo a convidar os projetos Caminhos de Barro, Bagaço de Cana e Holz. O evento foi aberto nesta quarta, 20, e segue até domingo (24), no Centro de Convenções Sul América. 
 
A Prefeitura de Campos através da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) apoia projetos de artesanato, diversos tipos de artes manuais e busca a promoção da área, geradora de renda e fomentadora do turismo, como comenta o vice-presidente da Companhia, Marcel Cardoso.
 
— A participação destes três projetos em uma das maiores feiras de artesanato e de vendas de produtos deste setor é importante para fortalecer esse segmento econômico no município, pois é gerador de renda, fomenta nosso turismo e leva o nome da nossa cidade para outros locais. Nossa meta é que a gente possa diminuir a dependência, para com os royalties do petróleo, através de iniciativas pela economia criativa — comenta.
 
Iniciativa de um empreendedor autônomo, a Holz produz artefatos em que as partes se encaixam, sem uso de cola, sem parafusos e com material de reciclagem. O design de produtos Hiago Rovetta ressalta o valor de participar de uma feira deste porte.
 
— Está sendo incrível ter a oportunidade de estar na Rio Artes Manuais e apresentar os produtos da minha empresa para clientes do mundo todo. Gostaria de agradecer à Prefeitura de Campos, através da Codemca, que tornou esse momento possível. Está sendo maravilhoso estar aqui — disse Hiago.
 
Divulgando o trabalho campista, o Bagaço de Cana além de participar da feira carioca, apresenta seu material em uma feira na Arábia Saudita . O projeto da Associação de Mulheres Empreendedoras (AME), vinculado à Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), existe há 10 anos e produz artesanato característico da região, fabricados com o bagaço da cana-de-açúcar.
 
Também vinculado à Uenf, o projeto Caminhos de Barro nasceu em 2000. Associado a projetos de apoio às indústrias cerâmicas da cidade, a iniciativa cresceu e foi difundida nestes 19 anos. A escolha do barro, a moldagem à mão ou no torno, a secagem, esmaltação e a queima em fornos são etapas que todas as peças passam para dar forma às peças. Uma valorização do trabalho manual tradicional na cidade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp