10/03/2020 às 11h24min - Atualizada em 10/03/2020 às 11h24min

Ministra do STF recebe a CNM e governadores para ouvir posicionamentos sobre distribuição dos royalties

Distribuição afeta diretamente cenário econômico de cidades como Campos dos Goytacazes e Macaé

Ascom CNM
Reprodução

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, recebeu a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e os governadores do Piauí, Wellington Dias; e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; na manhã dessa segunda-feira (9), para iniciar os debates referentes aos royalties de petróleo. O julgamento da constitucionalidade da Lei 12.734/2012, que estabelece critérios mais justos de distribuição dos royalties de petróleo, está previsto para o dia 29 de abril.

Cármen Lúcia marcou reunião com a CNM e com os governadores de Estados confrontantes e não produtores para avaliar impactos e ouvir os respectivos posicionamentos com o objetivo de trabalhar uma decisão que seja mediadora para as partes. A CNM foi representada pelo supervisor da Assessoria Parlamentar, André Alencar.

O julgamento da distribuição dos royalties é um pleito histórico da pauta prioritária municipalista. Em março de 2013, decisão monocrática da ministra Cármen Lúcia suspendeu os efeitos da Lei 12.734/2012. Desde então, se aguarda o julgamento das Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 4.916, 4.917, 4.918 e 4.920, que questionam a constitucionalidade da legislação.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp