05/03/2020 às 11h44min - Atualizada em 05/03/2020 às 11h44min

Jovem morre em casa em Campos, RJ, e corpo leva 32 horas para receber laudo médico

Prefeitura vai apurar a denúncia de falta de médicos na Baixada Campista

G1
Reprodução
A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, vai apurar a denúncia de falta de médicos na Baixada Campista depois que uma jovem de 26 morreu em casa e seu corpo ficou 32 horas aguardando um laudo médico.

A família fez uma peregrinação pra obter o documento, até conseguir uma médica na Unidade Pré-Hospitalar (UPH) São José.

Segundo o município, por se tratar de uma jovem sem histórico de doença, a causa foi inconclusiva e o caso deveria ser encaminhado às autoridades policiais.

A Polícia Civil alega que cabe às secretarias de saúde instalar um serviço de verificação de óbito em caso de mortes naturais.

Em nota, a
 Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que uma médica da UPH São José se deslocou para o endereço e, chegando ao local, constatou o óbito. Como se trata de uma mulher jovem, sem histórico de doenças, a causa foi considerada inconclusiva, por isso, foi emitido um pré-laudo e, seguindo os procedimentos, o caso foi encaminhado às autoridades policiais para as devidas providências.
 
Não procede a informação de que a médica fez o processo errado. Sobre a falta de médico nas UBSs da Baixada, a SMS vai abrir procedimento interno para apuração.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp