02/03/2020 às 17h12min - Atualizada em 02/03/2020 às 17h12min

Defesa Civil de SJB está em estágio de atenção

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Wellington Barreto, foram 35 solicitações junto à Defesa Civil durante a tempestade de domingo (01).

Ascom
Reprodução
A Defesa Civil de São João da Barra, em estágio de atenção, continua monitorando, nesta segunda-feira, 2, todo o município de São João da Barra, após a tempestade de domingo (01). Foram três horas de chuvas fortes e rajadas de vento, numa velocidade de mais de 70km/h, com registro de destelhamentos e queda de árvores. O volume de chuva foi de 103,3 milímetros. Não há registro de desabrigados, nem de feridos, apenas uma pessoa desalojada que foi levada para a casa de parentes. 

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Wellington Barreto, foram 35 solicitações junto à Defesa Civil durante a tempestade. "Os pedidos de ajuda partiram de moradores nos seguintes bairros: Chatuba, Nova São João da Barra, centro de São João da Barra e Balneário e Pontal, ambos em Atafona", contabiliza.

De imediato, a Defesa Civil Municipal fez a retirada de águas das residências com caminhão limpa fossa e bombas de sucção. O secretário de Segurança Pública do município, Anderson Campinho, informou que foi feito todo esforço possível para ajudar a população. "Todo o aparelhamento da Secretaria, de pessoal e material da pasta, como a ação da Guarda Civil Municipal e da força policial do Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis), esteve empenhado junto à equipe da Defesa Civil. Outras secretarias do governo Carla Machado também ajudaram e estão em alerta", ressalta.

Integram a força-tarefa as secretarias municipais de Segurança Pública, Meio Ambiente e Serviços Públicos, Agricultura, Obras e Serviços, Assistência Social e Direitos Humanos, Saúde e Pesca e Transportes e Trânsito. A equipe está em alerta desde as chuvas que tiveram início em janeiro deste ano.   

Os principais diques do município, como o São João, em Cajueiro, e o do Viana, são monitorados de perto, inclusive, com apoio da Secretaria Municipal de Agricultura; já que muitas áreas de pastagens estão alagadas. Devido à localização e por ser uma planície existe dificuldade de drenagem em todo o território de São João da Barra, quando registrado alto índice pluviométrico. Além disso, a condição de drenagem e o nível do lençol freático são influenciados pelo Rio Paraíba do Sul, que recebe água dos afluentes de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.  

Nesta manhã, o nível do Rio Paraíba do Sul chegou a 5,80 metros, um aumento de 10 centímetros nas últimas horas. O nível de transbordo é de 8 metros. A Defesa Civil segue em regime de plantão 24 horas e mantém dois números de telefone para que a população possa comunicar quaisquer problemas: 199 e 2741-8370.

Previsão do tempo — De acordo com o  Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em São João da Barra o tempo segue encoberto nesta segunda-feira, com 95% de previsão de chuva e vento fraco. No decorrer da semana, predominância de tempo encoberto e possibilidade de chuva e tempestade na sexta-feira, 6.   
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp