31/01/2020 às 15h08min - Atualizada em 31/01/2020 às 15h08min

Aprovados em Processo Seletivo de Macaé ainda aguardam convocação

O concurso foi realizado no dia 18 de agosto de 2019 com previsão de contratação no dia 28 de agosto do mesmo ano.

Redação
Reprodução
Depois de cinco meses, aprovados no Processo Seletivo Simplificado de Macáe de 2019 ainda aguardam convocação. Realizado de forma emergencial, o edital foi divulgado no dia 01 de agosto de 2019 com previsão para início do contrato no dia 28 de agosto do mesmo ano, mas até o momento, o impasse permanece pois a prefeitura não homologou o concurso.

No edital estavam previstas 191 vagas, sendo 190 na área da educação, para atender as necessidades temporárias na Rede Municipal de Ensino e uma vaga para engenheiro de segurança do trabalho, que atenderia junto ao Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho.

Segundo Priscila Fonseca, que passou em 11º lugar para professor de história, o processo seletivo teria sido embargado pelo Ministério Público em função da reclamação do Sindicato dos professores de Macaé sobre não haver concurso público no município. Com isso, o processo foi embargado e os aprovados não puderam ser contratados. 

Um grupo de aprovados se reuniu para mostrar a indignação e descaso pois também aguardam um posicionamento oficial da Prefeitura de Macaé sobre a falta de informação sobre a não convocação dos candidatos.

"Não saiu nenhuma nota de esclarecimento. Por vezes ligamos para o RH - Gestão de Recursos Humanos -  da prefeitura com pouco sucesso de atendimento e quando atendiam diziam para esperar que iríamos ser chamados.", declarou Carolina Rangel, aprovada para lecionar Geografia.

Em resposta a um dos aprovados, a Prefeitura informou que ainda não possui nenhuma novidade sobre o processo. 

"É muito difícil esse 'silêncio'. Eles não dizem o motivo da não convocação. São 191 pessoas, 191 famílias, que precisam trabalhar.", relatou Tácio Rangel, também aprovado no concurso. 

O grupo também busca respostas sobre a contratação direta de outros profissionais para assumirem o cargo. 

"Depois de sempre pedirem para esperarmos, na próxima semana se inicia o ano letivo e em vez de chamarem os aprovados no PSS, estão oferecendo DAS (dobras) para os funcionários efetivos novamente. Mesmo sendo de conhecimento de todos que essas dobras de carga horária não suprem a carência docente da rede municipal.", afirmou Carolina. 

A redação do Jornal Aurora aguarda um posicionamento da Prefeitura de Macaé sobre a não convocação dos aprovados no concurso e a contratação de funcionários de forma direta. Também aguardamos resposta do Ministério Público sobre o embargo do processo. 


      





   

 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp