25/11/2019 às 16h18min - Atualizada em 26/11/2019 às 08h00min

Prefeitura segue com ações em áreas afetadas por alagamentos em Campos

Na região de Lagoa de Cima, onde dezenas de famílias estão isoladas, as equipes fazem levantamento para prestar a assistência necessária.

Supcom
Supcom
O Grupo de Emergências em Alagamentos amanheceu mobilizado nesta segunda-feira (25), dando seguimento ao trabalho de assistência às pessoas atingidas pelas chuvas nos últimos dias. Na região de Lagoa de Cima, onde dezenas de famílias estão isoladas devido aos alagamentos, as equipes fazem levantamento para prestar a assistência necessária. Na área de Ururaí, onde o rio Ururaí está quase um metro acima do nível de transbordo, mais uma família será retirada de casa, aumentando para 13 as que deixaram as moradias desde a última semana.

"Apenas uma família aceitou ir para a Creche Municipal Luiz Gonzaga. E nas próximas horas continuaremos com o levantamento, para prestar a assistência a quem estiver precisando", explica a diretora de Proteção Especial da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social (SMDHS), Cristiana Versiani.

O mesmo procedimento será realizado em Lagoa de Cima, onde a Creche Escola Professora Ângela Maria do Amaral Carvalho será utilizada. “Estamos com as equipes desde cedo fazendo o levantamento e aquelas famílias que necessitarem, serão levadas para a creche. Ao mesmo tempo, segue o monitoramento por toda a região do Imbé, onde no sábado, com dois helicópteros, levamos alimentos e água para dezenas de famílias em algumas localidades isoladas”, explica o coordenador da Defesa Civil Municipal, Edison Pessanha.

Com a previsão de tempo estável até quarta-feira, a esperança é que o nível de rios e lagoas não suba. Choveu mais de 211mm em Campos desde o início do mês, sendo mais de 300mm na região do Imbé. “A situação requer acompanhamento contínuo, porque as lagoas de Cima e Feia estão muito cheias e a vazão pelo Canal das Flechas não é a ideal. Na estrada de Santa Cruz, de acesso a Rio Preto, a água já está cobrindo um trecho. Temos que continuar todos mobilizados”, acrescenta Edison Pessanha.

O coordenador acrescenta que a Defesa Civil Municipal vai enviar nas próximas horas ao Ministério da Integração Regional, o Formulário de Informação de Desastre (FID), dando conta às autoridades federais, como é de praxe, da condição de Estágio de Alerta vivida pelo município.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp