12/11/2019 às 11h15min - Atualizada em 12/11/2019 às 11h15min

Prisões e detalhes das investigações do duplo homicídio em Guarus

O delegado da Polícia Civil da 146ª DP de Guarus comentou sobre o caso em uma coletiva de imprensa

Redação
Reprodução

Durante uma coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (11), o delegado Pedro Emílio, da 146ª Delegacia de Polícia de Guarus, subdistrito de Campos dos Goytazes, Norte do Estado, informou que homicídios de avô e neto no bairro Canaã foram motivados por vingança.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, foram aproximadamente 20 tiros disparados contra os dois e mais a avó. Os suspeitos atiraram após invadir a casa e não encontrar o pai da criança e o filho do casal, que teve uma discussão com uma das vítimas do homicídio de Pernambuca no dia anterior, o que levam as investigações suspeitarem de uma correlação dos dois crimes.

O crime de Pernambuca é investigado pela 134ª Delegacia de Polícia do Centro de Campos, e por isso não tiveram maiores informações.

O delegado ainda informou que seis pessoas são suspeitas de envolvimento no crime, dizendo que o mandante do crime não foi até o local, e um homem ficou em um carro à espera dos quatro que invadiram a residência.

As armas usadas no crime ainda não foram encontradas, porém, dois suspeitos foram presos, dois menores apreendidos, um suspeito é considerado foragido, e outro suspeito já foi identificado mais ainda não teve pedido de prisão expedido pela justiça. A avó foi levada para o hospital, ficou internada, e já teve alta.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp