10/09/2019 às 15h19min - Atualizada em 11/09/2019 às 08h15min

A VOZ DE CAMPOS: programa aborda situação do transporte público e confusão em fiscalização do IMTT

O secretário municipal de Segurança Pública, Darcileu Amaral, também participou do programa por telefone, explicando toda da ação com o permissionário de van

Redação
Reprodução
Não é de hoje que a população de Campos dos Goytacazes vem enfrentando problemas com a mobilidade urbana na cidade. Muitos são os questionamentos e críticas sobre o atual sistema alimentador de transporte público e a forma como foi elaborado. E, para abordar esse assunto que o programa ‘A Voz de Campos’ apresentou nesta terça-feira (10), o quadro “Conversando com o povo” na Rádio Aurora.

Comandado por Germando Santos e com participação dos convidados JC Cordeiro, Saulo Garcez e do comentarista Luiz Henrique, o programa teve como tema “Mobilidade urbana, situação do transporte público em Campos”.

“Como usuário, o programa no papel sempre foi muito promissor, tecnologias novas sendo implementadas, como o próprio Mobi Campos, e não tem como não reconhecer. Mas, a minha crítica principal é em relação a falta de planejamento nas estruturas Mudou-se muita coisa no decorrer da implantação, gerando essa série de transtornos que estão ocorrendo na nossa cidade.”, afirmou JC Cordeiro.

Muitas críticas e insatisfação, principalmente por parte dos usuários do transporte e permissionários. Como foi falado por um interespectador da Rádio Aurora “uma bagunça”.

Durante a programação foi abordado o caso que causou grande repercussão na cidade na segunda-feira (09). Um fiscal do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) teria apontado uma arma para um motorista de van do sistema alimentar durante abordagem na BR-101. Usuários do transporte teriam ficado abalados com a situação.

“É um fator de ordem grave. Não estou culpando os permissionários, nem os agentes. Mas, nós temos que observar que a nossa população hoje está sem ordem. Ela não tem respeito mais a ninguém.”, citou Saulo Garcez.

Através de comentários na live da página oficial da Rádio Aurora, e do telefone 3704-1313, os interespectadores puderam comentar sobre o caso e deixar suas críticas.

“Essa ação desastrosa poderia ter sido evitada se seguisse os preceitos da lei”, afirmou Wagner Azevedo através do telefone.

O secretário municipal de Segurança Pública, Darcileu Amaral, também participou do programa por telefone, explicando toda situação:

“Não existia blitz do IMTT. O fiscal do IMTT no exercício da sua função do momento recebeu um chamado do CISP que existia uma van fora de rota.”

“Houve todo esse desagrado, que supostamente houve uma arma de fogo puxada para o motorista de van. Isso certamente estará em análise. Houve também esse motorista, que às vezes no desespero, está errado em sair da rota, colocando em risco a vida dos passageiros. Então, a gente não compactua com a ilegalidade. Se houve algum fato de exagero por parte do agente da Polícia Militar da reserva
que trabalha conosco será analisado.”, afirmou Darcileu.

O programa completo pode ser conferido através do link: Clique aqui.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp