26/08/2019 às 14h37min - Atualizada em 26/08/2019 às 14h37min

Petrobras confirma vazamento de óleo de navio na Bacia de Campos

Cerca de 107 trabalhadores foram retirados da embarcação, que corre risco de afundamento

Ascom
Divulgação
Na última sexta-feira (23), foram identificadas trincas no casco do navio FPSO Rio de Janeiro, que provocou o aumento do volume de água nos tanques e vazamento de aproximadamente 1,2 metro cúbico de óleo residual.  Cerca de 107 trabalhadores foram retirados da embarcação, que está adernando na Bacia de Campos e corre risco de afundamento.

Segundo o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), a empresa afirma que a embarcação encontra-se em “equilíbrio estático” e que uma equipe especializada será mobilizada para fazer a desancoragem e rebocá-la para o estaleiro.

A Petrobras informou que um sobrevoo foi realizado na área após o evento e não identificou mancha de óleo na superfície do mar.


Após novas avaliações nesta segunda-feira (26), foi identificado aumento na extensão das trincas. A Petrobras comunicou a ocorrência às autoridades e vem apoiando a Modec nas ações de contingência.

O FPSO Rio de Janeiro é um navio contratado pela Petrobrás e operado pela Modec do Brasil. A embarcação está com a produção interrompida desde julho de 2018 para processo de descomissionamento (desativação da unidade).

Histórico

Em Janeiro deste ano houve vazamento de óleo de um dos tanques deste mesmo navio. À época, apesar da solicitação do Sindipetro-NF, a Petrobrás descumpriu o Acordo Coletivo de Trabalho e não permitiu a participação do sindicato na comissão de investigação de acidente. 

“Fico imaginando o que eles tem para esconder a bordo, além do fato do acidente”, afirmou, à época, o dirigente sindical indicado para aquela comissão, Cláudio Nunes.

Para o sindicato, o tempo veio comprovar que, apesar das tentativas de omitir e ocultar as falhas a bordo, uma hora a verdade vem a tona.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp