28/05/2019 às 08h50min - Atualizada em 28/05/2019 às 08h50min

Operação nacional busca foragidos por homicídio e feminicídio em 21 estados e no DF

Batizada de operação Cronos, força-tarefa busca por 500 suspeitos. Em agosto do ano passado, 1 mil pessoas foram presas.

G1
Divulgação
As polícias civis de todo país cumprem, na manhã desta terça-feira (28), mandados de prisão no Distrito Federal e em 21 estados em uma megaoperação para prender foragidos da Justiça. Os alvos são acusados de crimes graves como homicídio e feminicídio.

Esta é a segunda fase da operação Cronos. Em Brasília, 100 policiais saíram às ruas para cumprir os mandados de prisão expedidos. A estimativa é de que cerca de 500 suspeitos estejam foragidos.

A operação tem apoio do Ministério da Justiça e é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícias Civis (Conpc). Desde o começo do mês, 37 pessoas já tinham sido presas e dois menores, apreendidos.

Veja estados onde os suspeitos são procurados: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

Primeira fase

A operação denominada Cronos II é a segunda fase da ação que foi desencadeada em agosto do ano passado. Na época, mais de mil pessoas foram presas em todo o país e 75 adolescentes foram apreendidos. A ação contou com aproximadamente 6,6 mil policiais civis.

A operação surgiu após uma reunião do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, em julho deste ano. Ela foi batizada com o nome do deus grego Cronos, que comanda o tempo. Segundo as autoridades, a escolha faz referência à supressão do tempo de vida da vítima, reduzido pelo autor do crime.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp