16/02/2022 às 14h11min - Atualizada em 23/02/2022 às 00h01min

Descaso da CPTM continua e ferroviários seguem com destino incerto

Por José Claudinei Messias, presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana

SALA DA NOTÍCIA Fernanda de Souza Martins
Sempre que podem, o governo do Estado de São Paulo e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) desrespeitam os Ferroviários. Um exemplo é que estamos tentando resolver os problemas que a atual gestão (assim como as anteriores) tem causado aos trabalhadores. Neste ano, seguiremos lutando para que a categoria tenha seus direitos respeitados e preservados – algo que pode até parecer simples, mas, apesar de justo, tem se tornado cada vez mais difícil.
Desde meados de 2021, era de conhecimento público que as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM passariam a ser operadas pelo consórcio ViaMobilidade a partir de janeiro de 2022. Com essa mudança, também era conhecido que a maior parte dos funcionários desses trechos ferroviários precisaria ser realocada. Mas, o que aconteceu? Praticamente nada.
Grande parte dos trabalhadores que atuavam nas duas linhas segue sem saber seu rumo, sem saber onde serão seus postos fixos de trabalho – e, pior: seguem sendo pressionados a aceitar qualquer acordo que a empresa ofereça ou a desistir da carreira. Parece uma piada de mau gosto, mas é a realidade. Ferroviários estão sendo incentivados a pedir para sair da companhia de trens, abrindo mão de diversos direitos. E tudo porque a CPTM não oferece o mínimo de atenção e cuidado aos seus funcionários. É uma situação extremamente injusta. Por isso, a luta sindical buscará garantir o respeito à vida profissional desses Ferroviários e de suas famílias, que sofrem com o descaso de uma empresa ligada ao Poder Executivo Estadual.
Há meses, o Sindicato dos Trabalhadores das Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana tem questionado a CPTM sobre o que acontecerá com os Ferroviários das linhas 8 e 9, bem como para onde eles seriam realocados, se seria feito algum acordo para que eles não fossem prejudicados indo para novas instalações, se estava sendo levado em conta o local em que eles residem. Mas nenhuma ação efetiva foi tomada.
A situação ficou ainda mais grave com o caso dos funcionários responsáveis pelas bilheterias das estações, que deverão continuar prestando serviço por mais alguns meses, talvez mais um semestre, devido aos problemas graves relacionados à implantação do Bilhete TOP pela Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos, tanto para a CPTM quanto ao Metrô.
Por conta da falta de planejamento do Governo Estadual e também falha no processo de concessão, as bilheterias ainda são de responsabilidade estatal. Como a ViaMobilidade assumiu as linhas 08 e 09 definitivamente a partir de 27 de janeiro, os funcionários que trabalham nas bilheterias estão sofrendo descaso e até constrangimento por parte dos gestores da nova empresa. O Sindicato da Sorocabana já acionou tanto a CPTM, quanto a ViaMobilidade para que os profissionais sejam respeitados e tenham garantidas as condições ideais de trabalho. A CPTM, ao que tudo indica, simplesmente se esqueceu que esses Ferroviários são seus funcionários e que deve zelar pela saúde, bem estar, respeito e condições dignas nos locais de trabalho, mesmo nas linhas concessionadas.

O Ministério Público do Trabalho foi acionado já no processo de licitação e feitos como esse estão sendo apontados, pois o maior patrimônio tanto da CPTM, quanto da ViaMobilidade é o ferroviário, pois trata-se de mão de obra altamente especializada e deve ser tratado com respeito.
O descaso do governo com os Ferroviários impacta diretamente na qualidade do transporte coletivo oferecido à população. É também pensando nisso que sempre batalhamos pelo bem-estar e pela qualidade do ambiente de trabalho. E, precisamos destacar: não vamos aceitar migalhas nem o descaso da empresa ou do governo com nossa categoria. Estamos juntos, lutamos juntos, pois juntos somos mais fortes.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp