17/05/2019 às 09h13min - Atualizada em 17/05/2019 às 09h13min

Aedes aegypti: CRDI amplia estrutura para atendimento e novas ações de combate ao mosquito começam nesta sexta

No primeiro quadrimestre, os números de casos de chikungunya ultrapassaram 2,6 mil

Redação / Supcom
Arquivo / Supcom
Para atender melhor à população que busca o diagnóstico das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti – dengue, zika e chikungunya, que a estrutura do Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI) de Campos, recebeu novas bases de apoio, bebedouros, cadeiras, entre outros equipamentos para o acolhimento. 

As novas ações de combate ao mosquito nos bairros da cidade começam a partir desta sexta-feira (17) e seguirão até 19 de julho com a intenção de reduzir, o mais rápido possível, os números de casos de chikungunya, que no primeiro quadrimestre, ultrapassaram 2,6 mil.

Nesta semana, o governo informou que um levantamento realizado em 104 bairros, constatou o índice médio de infestação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika foi de 4.4%, considerado de alto risco. No primeiro levantamento do ano, em fevereiro, o índice foi de 1.2%, de médio risco.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp