14/11/2021 às 13h13min - Atualizada em 14/11/2021 às 13h13min

Campos: CDIP participará de pesquisa sobre infecções sexualmente transmissíveis

- Redação
O Programa Municipal DST/Aids e Hepatites Virais -, Centro de Doenças Infecto-Parasitárias (CDIP) -, em Campos, foi selecionado pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (Hospital do Fundão), no Rio de Janeiro, para participar de uma pesquisa que visa identificar a prevalência das infecções por gonorreia e clamídia. O público alvo, segundo o coordenador do programa, Rodrigo Rodrigues de Azevedo, são gestantes portadoras do vírus HIV, pacientes que fazem uso da Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) e aqueles que estão iniciando o tratamento contra o HIV.
 
A pesquisa teve início em outubro deste ano e está sendo feita por meio de uma parceria do Estado com o Hospital do Fundão. “O Centro foi um dos escolhidos para o estudo por ser referência na Região Norte Fluminense para tratamento das infecções sexualmente transmissíveis e a Doença Inflamatória Pélvica (DIP) devido ao grande número de pacientes cadastrados, que hoje gira em torno de 10 mil pessoas”, afirmou Rodrigo.
 
Ele explicou que a identificação das duas infecções propostas é feita através do exame de urina. Desde outubro, segundo Rodrigo, dez pessoas já realizaram o exame, mas a meta é levar outros 80 pacientes a fazer o mesmo procedimento até o final deste ano, totalizando 90 coletas. O usuário do programa é convidado a realizar o exame.
 
“Coletamos o material em Campos e enviamos para análise no Hospital do Fundão”, acrescentou Rodrigo, que começará a enviar as primeiras amostras para o hospital nos próximos dias. Caso alguma das infecções seja detectada, o paciente é encaminhado para tratamento. “O objetivo do Estado com a pesquisa é saber se o índice dessas infecções é alto e o nosso é tratá-las”, disse o coordenador.
 
A gonorreia e a clamídia são causadas por bactérias, que atingem não só os órgãos genitais, mas a garganta e os olhos, por exemplo. Rodrigo explica que a transmissão é sexual e o uso de preservativo é a melhor forma de prevenção.
 
O CDIP funciona das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, na Rua Conselheiro Otaviano, nº 241, Centro. Além do teste rápido para detectar o vírus HIV, a unidade disponibiliza, por meio de agendamento, teste rápido para hepatite B, hepatite C e sífilis. O interessado pode ligar para o (22) 98175-1647.
 
O programa conta com uma equipe multidisciplinar, formada por infectologistas, psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, entre outros.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp