14/11/2021 às 13h10min - Atualizada em 14/11/2021 às 13h10min

Campos: Desenvolvimento Humano e Social registra aumento de 35% nos atendimentos sociais

- Redação
Os atendimentos oferecidos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social tiveram, este ano, aumento de 35% em relação aos nove primeiros meses do mesmo período do ano passado. Os números são fruto do empenho do governo do Prefeito Wladimir Garotinho, para minimizar os impactos da pandemia na área social. Ao todo, a Vigilância Socioassistencial contabilizou, pelo Registro Mensal de Atendimento preenchido pelos equipamentos socioassistenciais, 84.260 atendimentos este ano e, ano passado, 62.449. Os dados são referentes aos meses de janeiro a setembro.
 
De acordo com o secretário, Rodrigo Carvalho, o município otimizou os investimentos e destaca a entrega das cestas básicas, que aumentou em 149%. Em números, no mesmo período do ano passado, foram entregues 4.065 unidades e, desde o início do governo do Prefeito Wladimir, foram contabilizadas 10.117 concessões de cestas às famílias, pelos Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).
 
Por meio do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), em relação ao serviço especializado e as abordagens sociais, a secretaria contabilizou 4.317 atendimentos, um aumento de 26%, além da reabertura aos finais de semana. Já o Restaurante do Povo atingiu a marca de 250 mil refeições servidas para a população em situação de vulnerabilidade social.
 
“O município não tem medido esforços para atender a população que mais precisa. As parcerias com o governo do Estado, Federal e a sociedade civil, fortalecem a rede de proteção social da cidade. A partir da regulamentação da Lei de Benefícios Eventuais, que será encaminhada ao Legislativo, teremos mais avanços”, explica o secretário.
 
Nos próximos meses a secretaria disponibilizará a entrega de 854 kits alimentação para sete instituições, no período de cinco meses, referente à Portaria 369/2020 do Ministério da Cidadania. Serão beneficiados o Asilo do Carmo, Asilo Monsenhor Severino, Residência Inclusiva, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (Apoe), Associação de Pais de Pessoas Especiais do Norte Fluminense (Apape) e o Educandário São José Operário.
 
Rodrigo explica que os 13 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) estarão à disposição da população para esclarecimentos acerca do novo programa social do governo federal, o Auxílio Brasil, anterior Bolsa Família. “Estamos ampliando e humanizando os atendimentos na ponta. Os nossos equipamentos estão sendo estruturados para melhor atender a população em situação de vulnerabilidade social e novos canais de comunicação serão disponibilizados em breve”, finaliza.
 
Ainda este ano, será lançado o Programa Mãe Coruja, que vai oferecer 200 enxovais, por mês, para recém-nascidos, filhos de mães em situação de vulnerabilidade. No próximo ano, o Acolhe Campos vai propor às concessionárias de serviços públicos que destinem até 5% de suas vagas de emprego a pessoas em situação de rua, oriundas de cadastros realizados pela equipe técnica da secretaria.
 
O Cartão Goitacá, programa de transferência de renda, destinará R$ 200,00 a famílias em situação de extrema pobreza e pobreza. A previsão é atender 2.500 famílias em janeiro de 2022, seguindo critérios técnicos da equipe de assistentes sociais. Até dezembro do referido ano, a meta é alcançar 5 mil famílias. Os projetos foram encaminhados para a Câmara Municipal de Campos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp