10/09/2021 às 15h34min - Atualizada em 10/09/2021 às 15h34min

HFM realiza campanha no Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

O Setembro Amarelo é dedicado à prevenção e conscientização contra o suicídio, com profissionais da saúde falando sobre situações que podem levar uma pessoa a tentar tirar a própria vida, e como ajudar ou buscar ajuda

Jornal Aurora - Redação
Ascom
Divulgação
O Serviço de Psicologia do Hospital Ferreira Machado (HFM) marcou, nesta quinta-feira (10), o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio com uma campanha de esclarecimento entre funcionários e usuários do hospital. O Setembro Amarelo é dedicado à prevenção e conscientização contra o suicídio, com profissionais da saúde falando sobre situações que podem levar uma pessoa a tentar tirar a própria vida, e como ajudar ou buscar ajuda.
 
Há cerca de oito anos, existe no HFM um projeto de acolhimento às vítimas de tentativas de suicídio, que passam pelos serviços de psiquiatria e psicologia da unidade hospitalar e que, posteriormente, são encaminhadas à Unidade Básica de Saúde (UBS) do Parque Imperial, graças a uma parceria que permite a continuidade do tratamento dessas pessoas.
 
A psicóloga Vânia Tatagiba, que atua no pronto socorro do HFM, disse que, durante o período de pandemia da covid-19, foi possível perceber um aumento significativo do número de tentativas de suicídio, e que nos últimos oito meses este número cresceu notadamente entre pré-adolescentes, adolescentes e jovens, superando o número de casos entre idosos. 
 
“Todos os dias temos registrado a entrada de pelo menos um caso de tentativa de suicídio no pronto socorro do HFM. São pessoas em sofrimento psíquico muito intenso e que precisam de uma ação rápida e eficaz”, explica a psicóloga.
 
Solidão, tristeza, depressão, transtorno bipolar, ansiedade, esquizofrenia, casos de abuso de drogas e bebidas alcoólicas são fatores que podem ligar o sinal de alerta entre familiares e amigos de pessoas que tendem ao suicídio. Discutir e trazer mais informações sobre saúde mental podem contribuir para redução dos índices de mortes autoprovocadas. No Brasil, uma média de 12 mil suicídios são registrados todos os anos.
Centro de Valorização da Vida (CVV) – Se precisar, não hesite em buscar ajuda. O Centro de Valorização da Vida (CVV) trabalha para oferecer suporte emocional e realizar a prevenção do suicídio. A organização é reconhecida como Utilidade Pública Federal desde a década de 1970.
 
Voluntários ficam à disposição 24 horas para oferecer atendimento pelo telefone 188 ou pelo chat online no site (https://www.cvv.org.br). O atendimento é anônimo e realizado por voluntários que guardam sigilo.
 
SIGA-NOS NO INSTAGRAM >>> @redeauroraplay

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp