24/08/2021 às 09h28min - Atualizada em 24/08/2021 às 09h28min

Exclusivo no programa “De frente com Dadá”: Caso do ex-candidato a vereador de Campos acusado de estelionato; ele estará no programa e promete fazer revelações bombásticas

Rafael Khenaifes Abud
Conforme nossa equipe de jornalismo antecipou no último final de semana em primeira mão, nesta segunda-feira (24), aconteceu um escândalo na política de Campos. A denúncia partiu do apresentador Marciano da Hora que apresenta o programa "De frente com Dadá" toda quinta-feira, às 20 horas, pelo Grupo Aurora de comunicação. o bate papo vai contar com a presença do ex-candidato a verdador de Campos, Anderson Soares, conhecido como Nem de Tocos. Ele promete fazer revelações bombastícas sobre o assunto da semana. Nem de Tocos é suspeito de estelionato.

Entenda a denúncia:

O ex-candidato a vereador de Campos, Anderson Soares da Silva, de 42 anos, é suspeito de aplicar o golpe do falso emprego em mais de 50 pessoas em Campos, São Fidélis e Cardoso Moreira. As vítimas estiveram na Delegacia do Centro de Campos na tarde desta segunda-feira (23) para registar o crime. Além de ter sido candidato a vereador em Campos, Nem de Tocos, como ele é conhecido, teria cobrado de R$ 500 a R$ 900 por supostas vagas de curso de vigilante em uma empresa prestadora de serviço do Detran e depois do curso, ainda, a pessoa teria emprego garantido na firma.

De acordo com as vítimas, a mulher de Nem de Tocos, que não teve o nome divulgado, trabalhava com ele e atuava nos golpes como secretária. A desconfiança das vítimas aumentou recentemente depois que o ex-candidato adiou várias vezes a entrega de uniformes que seriam usados para o trabalho de vigilante. "Ele dizia que é servidor da prefeitura e tem grande influência no Detran, pois é pré-candidato a deputado estadual. Cobrava de R$ 500 a R$ 900, com garantia da vaga de vigilante ou supervisor na empresa Fênix, que presta serviços no postos do Detran de Campos e região", disse uma das vítimas, que não terá o nome divulgado.

Procurado, Nem afirmou que está sendo vítima de perseguição política por parte de um vereador da cidade de Campos e apontou que só foram feitos 2 boletins de ocorrência contra ele e disse que tudo será esclarecido.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp