22/07/2021 às 09h14min - Atualizada em 22/07/2021 às 14h47min

Estudo revela os principais sintomas de esquizofrenia

Os sintomas da esquizofrenia acometem cerca de 1% da população jovem mundial (entre os 15 e os 35 anos de idade), segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Psicóloga esclarece as principais dúvidas sobre o tema.

DINO
https://www.clinicacleuzacanan.com.br/


A esquizofrenia é um estado de saúde mental que aparece normalmente no final da adolescência ou no início da vida adulta. Segundo a Organização Mundial da Saúde - OMS, os sintomas dessa doença acometem cerca de 1% da população jovem mundial (entre os 15 e os 35 anos de idade) e é a terceira causa de perda da qualidade de vida entre os 15 e 44 anos.

A maneira como a esquizofrenia afeta quem sofre gera prejuízos em uma série de esferas mentais, dentre elas a comunicação, a parte cognitiva, sentimentos e várias outras nuances do dia a dia. Sem o tratamento adequado, tal doença (que é crônica e não tem cura) pode deflagrar várias emergências psiquiátricas que representam riscos não só para quem possui esquizofrenia, mas também para as pessoas que convivem com quem tem o transtorno.

Nesses casos de crise, é necessário recorrer aos serviços de hospitais psiquiátricos, nos quais trabalham profissionais especialistas em saúde mental que podem lançar mão de procedimentos para conter os sintomas de esquizofrenia que representam riscos para quem sofre e para terceiros. 

O desfecho mais triste dos sintomas de esquizofrenia é o suicídio. No caso desta doença, as taxas de pacientes que tiram a própria vida são muito altas, representando, segundo dados do pesquisador Rodrigo A. Bressan, uma taxa de cerca de 10% dos pacientes com esquizofrenia cometem suicídio, e em mais de 60% desses pacientes o suicídio está associado a sintomas depressivos. 

Os sintomas de esquizofrenia, na maioria das vezes, vêm à tona na juventude, mais especificamente entre o final da adolescência e por volta dos 30 anos. No sexo masculino, os sintomas de esquizofrenia tendem a aparecer antes quando comparado ao sexo feminino.

Como prova da complexidade dos sintomas de esquizofrenia, há médicos psiquiatras cuja atuação se restringe ao atendimento de pacientes com a doença. Nesse sentido, para leigos - que não são profissionais da saúde mental - entender sobre esse tema pode ser um tanto nebuloso.

Para esclarecimento, a psicóloga Cleuza Canan, fundadora da Clínica Psiquiátrica e Hospital Psiquiátrico Cleuza Canan, localizados em Curitiba-PR, dará mais informações sobre os sintomas e causas possíveis da esquizofrenia.

Sintomas da esquizofrenia

Antes de mais nada, não há regras para a apresentação dos sintomas de esquizofrenia. O mais comum é que cada caso se manifeste de maneira única, uma vez que é o somatório de diversas nuances. Nesse sentido, é crucial para o sucesso terapêutico que o paciente com esquizofrenia seja com frequência examinado por um psiquiatra e um psicólogo a fim de orientar para as melhores medidas terapêuticas de forma personalizada.

Isso posto, os sintomas que se apresentam com maior frequência nos casos de esquizofrenia são: fala incompreensível (com palavras desconexas, por vezes repetições de frases sem sentido por si só), um embotamento afetivo (estado em que não se consegue localizar sentimentos e expressões por meio dos sinais faciais), falta de foco, sinais e sintomas psicóticos; falta de expressão facial; falta de expressão emocional; falta de motivação; dificuldade de concentração; psicose, tais como delírios e alucinações.

A fim de destrinchar, nos limites da compreensão do público leigo, seguem os principais sinais e sintomas de esquizofrenia.

Delírios

Os delírios são pensamentos que não correspondem com a realidade. Ou seja, uma pessoa que experimenta delírios pode acreditar que algo é verdade quando não há provas fortes para isso. Por exemplo, eles podem acreditar que: são grandes super-heróis, pessoas muito famosas - atores ou atrizes renomados -, aventureiros épicos (tudo isso é conhecido pelo jargão psiquiátrico como delírios de grandeza); delírios persecutórios (a sensação de constante perseguição, trama para causar a morte do paciente - isso, em especial, pode ocasionar dificuldades no tratamento da esquizofrenia, pois os pacientes podem pensar que os remédios são um tipo de complô para gerar um assassinato).

Alucinações

Ter alucinações é um dos sintomas mais comuns de esquizofrenia, principalmente quando se trata do subtipo de esquizofrenia paranoide, um dos vários catalogados pelo Código Internacional de Doenças número 10 (CID-10). 

O tipo mais comum na esquizofrenia é a alucinação auditiva na qual se ouve vozes, mas as alucinações podem afetar todos os sentidos. Por exemplo, uma pessoa com alucinações também pode ver, sentir, provar ou cheirar coisas que não estão realmente lá.

Tanto delírios como alucinações não são reconhecidos pelo paciente com esquizofrenia como “construções mentais”, por isso, os profissionais da saúde mental zelam por um cuidado em não contradizer tais condições psicóticas.

Outros sintomas

Como dito anteriormente, os sintomas de esquizofrenia envolvem uma ampla gama de manifestações, o que faz da condição uma das mais complexas dentro da psiquiatria. 

Assim, além dos sintomas de esquizofrenia já listados acima, outras manifestações também podem afetar uma pessoa com esquizofrenia, como a negligência dos deveres cotidianos (entre eles os mais simples como escovar os dentes, alimentar-se - sobretudo se tiver relação com depressão); distúrbios psicomotores (um dos mais conhecidos é quando a pessoa fica completamente imóvel - catatonia, que inclusive dá o nome a um outro subtipo, a esquizofrenia catatônica); déficits de memória, atenção, comprometimento da comunicação; entre outros.

A ajuda é indispensável

Por fim, muitas pessoas com esquizofrenia não têm consciência de que tudo o que elas estão vivendo é um grande sofrimento para elas e para as pessoas que estão ao seu redor. Sendo assim, muitas vezes a busca por ajuda precisa partir de um familiar atento.

De qualquer forma, é consenso entre a Associação Brasileira de Psiquiatria que é imprescindível buscar auxílio médico e de profissionais da saúde mental a fim de cuidar dos sintomas da esquizofrenia adequadamente. A Clínica Cleuza Canan possui um site que oferece mais informações sobre o assunto.

https://www.clinicacleuzacanan.com.br/



Website: https://www.clinicacleuzacanan.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp