13/07/2021 às 09h12min - Atualizada em 13/07/2021 às 09h12min

Justiça feita! Cunhada é condenada por mandar matar a universitária Ana Paula

Comparsas também foram julgados

Jornal Aurora - Redação
Divulgação
Foram condenados pelo júri popular os envolvidos na morte da universitária Ana Paula Ranos, que ganhou muita repercussão, em agosto de 2017.  A pena da Luana Barreto Sales (cunhada) será de 24 anos de prisão; Wermison Carlos Sigmaringa e Igor Magalhães de Souza foram condenados a 13 anos. Todos em regime fechado. Já Marcelo Henrique Damasceno que teria intermediado negociações com os outros dois criminosos para concretizar o homicídio, terá o julgamento remarcado.

Luana que era cunhada e amiga de infância da vítima, arquitetou o crime planejando uma emboscada para Ana Paula onde ela acabou morta a tiros próximos a uma praça, em Guarus.

A pena da Luana entendeu os presentes Júri, que as consequências e circunstâncias do crime resultaram na sua culpa. Entretanto, Wermison e Igor, as penas foram aumentadas, porém tiveram atenuantes pelo motivo de terem confessado e serem menores de 21 anos.

As primeiras das 13 testemunhas a serem inquiridas foram o titular da 146ª Delegacia de Polícia (Guarus) à época, Luis Maurício Armond, e a investigadora do caso Carolina Barbosa.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp