05/03/2020 às 15h45min - Atualizada em 05/03/2020 às 15h45min

Quadro 'Nos Bastidores da Câmara' recebe vereadora Joilza Rangel nesta quinta (05)

Durante a programação foram debatidos assuntos como a educação em Campos, projetos realizados pela vereadora e o mês da mulher.

Redação
Reprodução
O programa 'A Voz de Campos' desta quinta-feira (05), sob apresentação de JC Cordeiro, recebeu no quadro 'Nos Bastidores da Câmara', a vereadora, Joilza Rangel (PSD) para debater a situação da educação na cidade de Campos dos Goytacazes. 

A vereadora que também preside a comissão de defesa da educação, é membro de duas comissões: Defesa e diretos da mulher e Direitos humanos e minorias. "O legislativo é uma ponte que vê tudo que precisa ser realizado da população e encaminha para os setores , sobretudo, do executivo."

Durante a programação foram abordadas questões relacionadas ao mês da mulher, que é  celebrado internacionalmente no dia 08 de março e sobre os projetos realizados pela vereadora Joilza. Além, da falta de respeito dos jovens atuais com os profissionais nas escolas e a polêmica das cotas nas instituições de ensino.

"Infelizmente ainda precisamos do sistema de cotas para equalizar uma série de distúrbios que nós vimos na própria na nossa formação enquanto homens. Precisamos dessas cotas para dar espaço.", relatou Joilza.

A Joilza aproveitou para abordar a temática das mulheres que são vereadoras ou candidatas a partidos. "Nós somos quatro mulheres vereadoras na Câmara Municipal. São 21 homens. A gente precisa estimular e incentivar a participação das mulheres, as jovens."

Projetos

A vereadora Joilza Rangel, que assumiu o cargo com 2.645 votos, relatou que criou um projeto para atender as necessidades da mulher." A gente via a necessidade de fazer mamografia, exames preventivos e as mulheres não conseguiam realizar."

Segundo Joilza, também foi criado um projeto, que foi votado e aprovado, de licença maternidade para servidores adotantes. "As vezes tínhamos uma professora (o) que adotava um criança. E isso é uma questão de adaptação. Assim, como uma mãe gerou nove meses e teve um filho, uma mulher que pega uma criança precisa desse processo de adaptação." 

Durante o programa, a vereadora citou o projeto Semente Goitacá, que inseriou a criação de hortas nas escolas municipais com participação da comuidade. Em 2017 a partir deste projeto, foi criada a escola Família Agrícola, dentre outros.


Os interespectadores puderam acompanhar o programa através de comentários pela Live da página oficial da Rádio Aurora no Facebook e pelos telefones 3704-1313 ou 998176212.

Para assistir o programa na íntegra clique
aqui ou acesse as plataformas digitais.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp