05/03/2020 às 13h58min - Atualizada em 05/03/2020 às 13h58min

Caos na saúde pública de Campos é pauta do programa 'Nos Bastidos da Política'

Greve dos médicos, falta de estrutura nas unidades e pedido de CPI da saúde foram alguns dos assuntos comentados durante o programa.

Redação
Reprodução
A situação da saúde pública em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, não tem previsão de melhora. Caos, reclamações, falta de estrutura e salário atrasado são alguns pontos que resumem a saúde na cidade. E para abordar esta questão, que o programa 'Nos Bastidores da Política' de terça-feira (04), teve como convidada a nova presidente do Sindicato dos Professores e Servidores Públicos Municipais (Siprosep), Elaine Leão.

Sob apresentação de Edmar Ptak e com comentários de Diego Japona e Lucas Barreto, a programação que teve como tema "Caos na saúde. CPI da Saúde urgente", iniciou abordando o cenário político da cidade, a situação da descida da Ponte Leonel Brizola - mais conhecida como Ponte de Rosinha - que alaga toda vez que chove em Campos. Além, da eleição do Siprosep que ocorreu na sexta-feira (21) de Carnaval, situação dos RPAs, dentro outros assuntos.

Quando questionada sobre o que de novo será realizado, Elaine informou que pretende facilitar o pedido de Assembleia, o pedido de reunião. Segundo a presidente, o primeiro ato será marcar uma assembleia para alterar o estatuto.

"O servidor agora vai ser ouvido verdadeiramente, vai ter voz dentro do Sindicato."

Saúde em Campos

Durante o programa, foi relatado como a crise na saúde de Campos vem causando prejuízos para a população que necessita de um atendimento digno. Além, de ter sido exibido uma reportagem do Telejornal RJ Inter TV 2º Edição, onde mostra a 'Farra dos atestados médicos'. De acordo com o levantamento feito nos últimos dois meses pela emissora, os médicos que mais apresentaram atestados no município continuaram com atendimento na rede particular.

Ainda foi comentado sobre a greve dos médicos, a reunião que os representantes do Sindicato dos médicos teriam com vereadores, na Câmara Municipal. E, sobre a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) de Ururaí que no último sábado (29) não tinha médico para atender quem necessitava.

"Há mais de 15 dias nós estamos somente com 30% do efetivo dos médicos."

O apresentador Edmar Ptak ainda questionou o motivo do governo de Rafael Diniz ter medo da CPI da saúde. "O esquema está na saúde. Se investigar muita gente vai para a cadeia. Cadê os remédios que a empresa Brasil Miracema forneceu? Está faltando tudo."

Interespectadores puderam interagir na Live no Facebook, expondo elogios, críticas ou reclamações.  

Para assistir o programa na íntegra clique
aqui ou acesse as plataformas digitais da Rede Aurora. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp