21/11/2019 às 16h48min - Atualizada em 22/11/2019 às 07h48min

Saúde cria comitê gestor para minimizar danos causados pelas chuvas

Comitê tem a participação de todos os subsecretários, diretores de hospitais e UPH’s

Supcom
Divulgação
O secretário de Saúde e presidente da Fundação Municipal de Saúde, Abdu Neme, reuniu sua equipe na noite de quarta-feira (20) no Hospital Geral de Guarus (HGG) com objetivo de criar ações para minimizar os danos causados pelas fortes chuvas que atingem Campos nesta semana. Foi implantado um comitê gestor, com a participação de todos os subsecretários, diretores de hospitais e UPHs. Somente na quarta, choveu mais de 80 mm na região. 

Após vistoriar o hospital, o secretário determinou que fossem levantadas as demandas da saúde, se ocorreu perda de equipamentos e mobiliários, relação das obras necessárias além de aguardar o relatório da Defesa Civil tanto para a questão das unidades de saúde, bem como da situação da região. 

O Hospital Geral de Guarus foi inaugurado em março de 2001 e passou por algumas obras após 2017. Com emendas federais, a Fundação Municipal de Saúde está em fase de licitação para as reformas do telhado, Centro Cirúrgico e do CME. Além disso, a Secretaria de Saúde já está em fase avançada na Secretaria de Estado para liberação de verba para obra de reforma e ampliação da emergência.

Ações no HGG - Com a chuva, o Hospital Geral de Guarus sofreu danos no telhado de seis setores, interditando parte da clínica médica, setor de isolamento da pediatria, quarto dos médicos da UTI,  ambulatório, parte da clínica cirúrgica e enfermarias da emergência. O atendimento de clínica médica será somente para emergência vermelha, os demais pacientes deverão ser atendidos pela UPA e demais UPHs do município. O ambulatório do Hospital Geral de Guarus estará fechado nesta quinta (21) e sexta-feira (22). A unidade vai remarcar as consultas a partir da próxima segunda-feira (25).

Ainda na tarde de quarta (20), os pacientes começaram a ser transferidos para os hospitais contratualizados, que se prontificaram em recebê-los devido a emergência do caso. Foram recebidos os 22 pacientes que necessitavam de transferência, sendo 15 na Santa Casa, 5 nos Plantadores de Cana e 2 no Álvaro Alvim.

A equipe gestora junto com a Defesa Civil está elaborando o mapa de situação de risco para analisar os efeitos da chuva na região, vale ressaltar que a região de Rio Preto encontra-se com inundações e limitações de  acesso, o município de São Francisco de Itabapoana decretou Estado de Calamidade, o que pode intensificar os atendimentos nas unidades do município de Campos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp