29/03/2019 às 15h09min - Atualizada em 29/03/2019 às 15h09min

Amigos fazem 'vaquinha' online para ajudar adolescente com cancêr em Campos

Toda doação será para ajudar a família no tratamento da doença

Jornal Aurora / site Uol
Divulgação
O adolescente Leonardo Olegário, de 15 anos, mais conhecido como Leozinho, recebeu na tarde de quinta-feira (28), o diagnostico confirmando que está com um câncer (linfoma).
 
Leozinho ficou bastante conhecido na cidade de Campos, por vender bombons nas ruas, bares e lanchonetes no bairro da Pelinca e Centro da cidade. Ele, que mora na comunidade da Portelinha com família, começou a trabalhar para ajudar sua mãe, Charlene Olegário com as despesas da casa e dos irmãos.
 
Após a divulgação da doença, amigos e familiares iniciaram várias campanhas nas redes sociais para ajudar a famílina nas despesas do tratamento e criaram uma 'Vaquinha online'. Até o momento, foram arrecadados R$ 8.995,00 e quem quiser contribuir para o tratamento de Leozinho pode acessar o site 'Vaquinha' para efetuar a colaboração.
 
A DOENÇA
 
De acordo com estudiosos, linfoma é o nome de um conjunto de cânceres que atacam o sistema responsável por ajudar a combater infecções. O linfoma ocorre quando uma célula normal do sistema linfático se transforma, cresce sem parar e se dissemina pelo organismo.
 
Os diversos tipos de linfomas têm comportamento e grau de agressividade diversos. Eles podem ser divididos em dois grandes grupos: linfoma de Hodgkin e linfoma não Hodgkin. Os primeiros ocorrem em um tipo de célula linfoide conhecido como célula de Reed-Sternberge; os segundos são mais comuns e podem surgir em outras células do sistema linfático.
 
CAUSAS E DIAGNÓSTICO
 
Alguns linfomas estão relacionados a infecções crônicas, que podem predispor à mutação das células linfáticas. Outros podem ocorrer devido a fatores ambientais, como a exposição a produtos químicos. Na maioria dos casos, no entanto, não há causa definida, mas os linfomas ocorrem mais em idosos.
 
O primeiro sinal do linfoma é a presença de linfonodos (ínguas) mesmo quando não há nenhuma infecção. Nesse caso, os glóbulos brancos proliferam desordenadamente, gerando o crescimento anormal dos linfonodos. Em geral, os linfonodos infecciosos são dolorosos, ao contrário daqueles presentes nos linfomas.
 
Quando isso acontece, o paciente deve ser submetido a uma biopsia do gânglio alterado, que será analisada por um patologista. Feito o diagnóstico, o próximo passo é o estadiamento, para identificar outras áreas possivelmente acometidas pelo câncer. Também são pedidos exames de imagem para auxiliar no diagnóstico.
 
TRATAMENTO
 
O tratamento mais usado é a quimioterapia, complementada, em alguns casos, com a radioterapia. A quimioterapia é mais eficaz no linfoma do que nos demais tumores sólidos, como câncer de pulmão e de intestino.
 
Os anticorpos monoclonais, proteínas presentes no sistema de defesa do organismo alteradas em laboratório, também podem ser utilizados no tratamento associados à quimioterapia.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp