03/09/2019 às 13h07min - Atualizada em 04/09/2019 às 09h40min

Um coração acelerado pode ser sinal de arritmia cardíaca

Não é incomum ter a sensação de que o coração está acelerado, mas nem sempre ela é causada por um novo amor ou uma grande emoção. A arritmia cardíaca é a mudança na frequência normal de batimentos cardíacos de uma pessoa, que podem ficar mais acelerados ou mais lentos e causar desconforto na região do peito e garganta

DINO
https://www.chniteroi.com.br/
Reprodução

Não é incomum ter a sensação de que o coração está acelerado, mas nem sempre ela é causada por um novo amor ou uma grande emoção. A arritmia cardíaca é a mudança na frequência normal de batimentos cardíacos de uma pessoa, que podem ficar mais acelerados ou mais lentos e causar desconforto na região do peito e garganta.

Segundo a dra. Nágela Nunes, arritmologista do CHN, o coração de um adulto costuma bater entre 60 e 100 vezes por minuto em repouso, ou até menos de 60 bpm (batidas por minuto) caso tome remédios para diminuir a frequência cardíaca ou pratique exercícios físicos regulares. Quem bebe muito café e tem maior sensibilidade à cafeína, faz uso de nicotina (encontrada principalmente nos cigarros) e energéticos e toma medicamentos para tratamento de asma tem mais chances de desenvolver a arritmia cardíaca.

Principais causas da arritmia cardíaca:
• Baixa atividade física ou exercícios em excesso
• Uso de remédios para emagrecimento
• Doenças cardíacas
• Doenças hereditárias (canalopatias)
• Doenças da tireoide (tanto hiper quanto hipotireoidismo)
• Excesso de bebidas alcoólicas

Caso a sensação de mudança de ritmo nos batimentos cardíacos seja frequente, é importante consultar um cardiologista para fazer o diagnóstico. Exames simples, como um ecocardiograma, um eletrocardiograma ou um monitoramento cardíaco podem ser suficientes para se rastrear a doença. Grande parte dos casos não representa risco de vida, mas é importante consultar um médico especialista para avaliar o quadro.

"O tratamento indicado para a arritmia cardíaca é diferente para cada paciente, porque dependerá da causa dessa mudança nos batimentos do coração. Uma vez detectada a doença e a causa, o médico especialista poderá indicar a melhor forma de tratá-la", afirma a dra. Nágela.

A melhor forma de prevenir a arritmia cardíaca é adotando um estilo de vida predominantemente saudável, com exercícios moderados frequentes, não fumando, não ingerindo bebidas alcoólicas em excesso e controlando os fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas e do diabetes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp