27/05/2024 às 19h05min - Atualizada em 27/05/2024 às 19h05min

Gotinhas que salvam vidas: Campos inicia campanha contra a pólio

A ação será realizada até o dia 14 de junho e a expectativa é vacinar 95% das crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias com dose extra da VOP; menores de 1 ano poderão atualizar a caderneta com a dose da VIP

- Redação
PMCG

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite teve início nesta segunda-feira (27). A ação será realizada até o dia 14 de junho e a expectativa é vacinar 95% das crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias com dose extra da VOP, também conhecida como “gotinha”. Já as crianças de 2 a 12 meses de vida poderão atualizar a caderneta com as doses da VIP. O objetivo, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), é aumentar a proteção dos pequeninos contra a doença e elevar a cobertura vacinal do município.

Como médica da família atuante no Parque Prazeres e mãe do pequeno Samuel, a Carla Cardoso sabe bem a importância da vacina na vida das crianças. Ela aproveitou as primeiras horas da campanha para vacinar o filho.

“A vacinação é um gesto de amor, cuidado, carinho, proteção. Então, além de prevenir, ela cuida. Ela cuida onde, às vezes, a gente não consegue chegar. É importantíssimo manter o calendário de vacinação sempre em dia, principalmente para crianças pequenininhas, onde as doenças acometem muito rápido e às vezes o tempo de tratamento não é hábil. Então, quando você dá a vacina, você previne, e isso é amor, é cuidado, é zelo, é carinho, é proteção. Vacina é proteção e é amor. Vacine a sua criança”, afirmou.

Para a dona de casa Kaylane Alves Ferreira de Souza, de 21 anos, a proteção do filho Ismael, de 2 anos, também é prioridade. “Sei que a vacina é muito importante para a saúde dele e por isso estou aqui hoje. Ele está com todas as vacinas em dia e veio fazer a dose extra da poliomielite”, disse.

Mãe do Henso Gabriell, de 1 ano e dois meses, Sayonara Ribeiro de Miranda, 24 anos, também está atenta à vacinação. “Sempre trago meus filhos para colocar a caderneta em dia, ainda mais agora com essas viroses circulando tudo ao mesmo tempo. Não deixo ele e nem minha outra filha, a Maria Cecília sem tomar as vacinas”, declarou.

O infectologista e diretor da Vigilância em Saúde, Rodrigo Carneiro explica que as vacinas de rotina, incluindo a contra o vírus que causa a paralisia infantil (poliomielite), precisa ter uma grande adesão da população. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é vacinar, no mínimo, 95% da população-alvo, que são as crianças menores de 5 anos.

“Infelizmente, em todo o país, já há alguns anos, essa meta vem ficando abaixo do que o Ministério da Saúde preconiza, então é importantíssimo que os pais e responsáveis levem seus filhos crianças e adolescentes até as Unidades Básicas de Saúde para que a gente possa atualizar a caderneta vacinal, principalmente a vacina contra poliomielite. Nós temos um esquema inicial de três doses que é feito no primeiro ano de vida, e após são feitas doses de reforço. A vacina usada no reforço, que é a gotinha por via oral, é importantíssima porque ela também imuniza as pessoas ao redor, pois o vírus vacinal, aquele que imuniza, segue sendo eliminado pela criança e vai imunizar passivamente outras pessoas”, explica o especialista, acrescentando que, no município, a meta do esquema primário e das doses de reforço está abaixo do preconizado.

Para a imunização, os pais devem levar a uma das 21 salas de vacinação da Secretaria de Saúde com documentos pessoais e a caderneta de vacinas do filho. Confira (AQUI) os locais e horários de aplicação da vacina.

Também há um posto exclusivo para alunos da Rede de Ensino, que podem ser vacinados na Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia—SEDUCT/PSE, na Avenida 28 de Março, 40 - 156, Parque Tamandaré, das 9h às 14h.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp