30/07/2019 às 14h19min - Atualizada em 30/07/2019 às 14h19min

Suspeito de matar casal de tatuadores morre em Presídio de Campos

Segundo a Seap, o interno Adriano Lopes Prata, de 44 anos, foi encontrado morto no isolamento do Presídio.

Redação
Reprodução
O suspeito de matar um casal de tatuadores dentro de um carro em Macaé morreu na manhã desta terça-feira (30), no Presídio Dalton Crespo de Castro, em Campos.

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o interno Adriano Lopes Prata, de 44 anos, foi encontrado morto no isolamento do Presídio.

A Secretaria informou que o corpo de Adrino foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos, onde aguarda o laudo com a causa da morte.

O caso foi registrado na 146º Delegacia Legal de Guarus para investigação.
 
Relembre o crime 

O casal, Luiza Barbosa Pereira, de 20 anos, e Renan da Silva Abade, de 19, foram assassinado a tiros dentro de um carro, na noite do último dia 21, no bairro Aterro do Imburo, em Macaé. O motorista do veículo também foi baleado.

Adriano Lopes era cliente dos tatuadores e segundo a Polícia Civil, o casal de tatuadores foi assassinado para que o suspeito não pagasse pelo serviço. Ele foi preso no dia 22.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito alegou ser cadeirante e pediu para que Luiza e Renan fossem até casa dele para fazer as tatuagens, que custam cerca de R$ 5 mil.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp