28/06/2019 às 15h03min - Atualizada em 28/06/2019 às 15h03min

A irmã do pastor Anderson depõe e revela a possível motivação do crime

Oito pessoas estão sendo ouvidas nesta sexta-feira (28)

G1
Reprodução
A irmã do pastor Anderson do Carmo, Michelle do Carmo, afirmou que esteve na casa da deputada federal Flordelis (PSD) no dia do assassinato do irmão. Ela disse que acredita que a motivação da morte de Anderson pode ter sido por causa de dinheiro.

“Nunca vi meu irmão maltratar nenhum filho, nunca vi meu irmão maltratar ela, era um amor incondicional”, disse Michelle.

*Repórter: Você viu algo dentro da casa que considerou suspeito?

*Michele: É, aí fiquei calada, não contei pra ninguém.

*Repórter: E essas coisas que te chamaram atenção dentro da casa no dia do crime, você já falou para polícia?

*Michele: Já. Acho que foi por causa de dinheiro. Se foi por causa de dinheiro, quero que venha à tona.

A Polícia Civil do Rio quer ouvir nesta sexta-feira (28) oito pessoas sobre o caso do pastor, assassinado há 12 dias. São parentes dele e da mulher, a deputada federal Flordelis.

A polícia entregou as intimações na tarde desta quinta-feira (27). A deputada Flordelis estava em casa e recebeu os agentes. Os policiais também queriam levar o carro do pastor para delegacia por causa das marcas de tiros.

Anderson do Carmo estava ao lado do veículo quando foi baleado. No entanto, a defesa da família não autorizou que os agentes tirassem o carro da garagem. Eles alegaram que os agentes não tinham mandado de busca e apreensão.

Um dos filhos adotivos do casal, o pastor Luan Santos, anunciou numa rede social que está deixando o ministério Flordelis, a igreja criada pelos pais, por causa do que aconteceu com Anderson do Carmo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp