18/07/2022 às 16h26min - Atualizada em 18/07/2022 às 16h26min

Hospital Ferreira Machado reforça papel no atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência

O CAAC é um espaço contribui para identificar os abusadores, inibir o número de casos, fortalecer a rede de proteção e resgatar a integridade emocional e a dignidade das vítimas

Jornal Aurora - Redação
PMCG
Em meio a onda de violência que vem ganhando destaque na mídia, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) reforça a importância do Centro de Atendimento ao Adolescente e à Criança Vítima de Violência (CAAC). O serviço é fruto de um acordo de cooperação com a Prefeitura de Campos, Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e Governo do Estado, e oferece, em um só lugar, a assistência médica do Hospital Ferreira Machado (HFM), apoio psicológico e social, além do aporte da Polícia Civil. O espaço contribui para identificar os abusadores, inibir o número de casos, fortalecer a rede de proteção e resgatar a integridade emocional e a dignidade das vítimas.

“As vítimas são trazidas da delegacia e recebem o acolhimento da assistente social, psicóloga e dos médicos legistas. Durante o atendimento são realizadas as medidas protetivas, com a efetivação da prisão do abusador", afirmou Ana Paula Carvalho, delegada titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam). Ela destacou que o próprio CAAC faz comunicação à rede de proteção, com o objetivo de que as primeiras medidas de denúncia sejam tomadas enquanto o paciente ainda está no hospital, antes mesmo de ir à delegacia.

“O propósito do CAAC é resgatar a integridade emocional e a dignidade das vítimas com o novo processo de tratamento e apuração de crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes. Trabalhamos juntamente com as vítimas e os familiares, para assim poderem contar com esse diferencial em uma hora tão crítica e conturbada para a vítima”, disse a psicóloga Sheila Chagas.

Olhar direcionado à família – A assistente social Marta Monteiro, responsável pelo CAAC, afirma que o espaço foi criado para acolher as vítimas de violência. “Pensamos em garantir a integridade absoluta da criança e do adolescente, em um espaço humanizado, acolhedor e que seja único e o menos traumático possível, para quando a vítima chegar, não precisar relembrar o episódio de forma cruel”, frisou. 

A conselheira tutelar Renata da Conceição lembrou do papel da família nesse momento tão delicado. “As mães, pais e responsáveis precisam entender que necessitam proteger seus filhos, independente da condição social. Eles devem denunciar e saber que podem contar com a polícia, com o município, com o CAAC que atua em conjunto com o conselho tutelar e com o Ministério Público", informou.

Já a coordenadora do programa FortaleSER, Valéria Peçanha, informa a importância desse trabalho de acolhimento e o andamento do atendimento. "O programa FortaleSer, da Secretaria Municipal de Infância e Juventude (FMIJ), tem um papel fundamental no pós atendimento do CAAC na vida das vítimas. Com o acompanhamento psicoterapêutico, social e psicopedagógico, crianças e adolescentes superam ou minimizam os traumas decorrentes da violência sofrida", relatou.

CAAC – O CAAC funciona no HFM, sendo a segunda unidade do Estado e a primeira instalada no interior e a terceira unidade do Brasil. Desde que o centro foi inaugurado, em 12 de outubro de 2021, foram registrados 101 atendimentos às vítimas de violência sexual, sendo 29 no ano passado e 72 até a primeira quinzena de julho de 2022.

O superintendente de Gestão e Planejamento da Fundação Municipal de Saúde e diretor Administrativo do HFM, Gilberto Nunes, informa que o CAAC atende Campos e região. “O CAAC vem pra criar uma possibilidade onde os crimes que são ocorridos contra as crianças e adolescentes possam ser punidos ao rigor da lei, e também é um local onde é oferecido um acolhimento digno e humanizado a essas vítimas, não só de Campos, mas também de outras regiões. É um grande orgulho para todos do Hospital Ferreira Machado poder oferecer um setor que possibilita esse atendimento a nossa população”, destacou.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalaurora.com.br/.
Jornal Aurora Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp