26/10/2021 às 00h36min - Atualizada em 26/10/2021 às 00h31min

PRECONCEITO DISFARÇADO DE RELIGIOSIDADE. BASTA!

Omar Heart
Internet
Gente, pelo amor de Deus, parem de tentar explicar o autismo a partir da perspectiva da religião.
 
Hoje quero falar sobre a Live que o Sr. Rodrigo Botelho (Guigo) onde ele cita o autismo como forma de punição, segundo ele quem nasce autista, nasce para pagar nesta vida todo mal que fez nas vidas passadas.
Se já não bastasse termos que enfrentar tantos problemas e barreiras para que nossos direitos sejam respeitados, vem um idiota como este e usa o espiritismo para embasar sua visão destorcida do que realmente é o autismo.

Por isso eu peço: Pelo amor de Deus, parem de tentar explicar o autismo a partir da perspectiva da religião, parem!

O catolicismo não explica o autismo, protestantismo também não, então porque um inútil como esse quer usar uma fala dessa em relação a nós autistas?

As religiões de matrizes africanas, orientais ou islâmicas também não conseguem.
Na Live de onde o "influencer" tentou explicar o autismo sob o olhar do espiritismo, citando a Bíblia e o Evangelho de Jesus.
Em sua fala ele apresenta algumas situações que podem ter acontecido no passado, em outras encarnações conforme a sua crença, e afirma que uma pessoa nasce autista "para reparar o dano" que causou em outra possível vida.

Não é sobre religião! Nunca foi e nunca será!

É sobre culpar quem ama e se dedica em cuidar de um filho autista.

Na boa, deixa eu expor aqui a minha opinião: se Deus pagasse o pecado dos pais nos filhos, Ele seria bem pior do que o diabo.
Leia João 9.1-3, e apenas esse texto já é suficiente para desconstruir essa narrativa.
Já estou cansado dessas pessoas que usam a religiosidade para destilar seus preconceitos, pois nada sabem sobre o autismo e querem ser especialistas.
Respeitem nossa dor, respeitem nossa história de luta.
 
Não é sobre religião, é ciência!

Imagina uma mãe no auge da sua dor, vivendo o "luto" do diagnóstico, vai buscar ajuda em uma religião (que no meu ponto de vista ajuda e muito) e escuta que o filho dele (a) nasceu autista para pagar as coisas ruins que ele (a) fez numa "vida passada", vai arrasar essa mãe.
Respeito todas as religiões, mas tudo tem um limite.

Então Sr. Guigo Botelho, repense um milhão de vezes antes de falar qualquer coisa sobre nós autistas.
 
Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp