14/02/2020 às 14h44min - Atualizada em 14/02/2020 às 14h44min

Esgotamento das rendas do petróleo da Bacia de Campos

Previsão da participação especial do ano de 2020

José Alves
Considerando os dados relativos aos repasses das rendas petrolíferas da participação especial pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), dos municípios pertencentes à Bacia de Campos e da Bacia de Santos, registrados no gráfico.

Verifica-se que, somente no ano de 2020, os municípios da Bacia de Campos, como por exemplo, no caso de Campos, receberá apenas, R$ 129,500 milhões. O de Macaé, os recursos chegarão até o mês de dezembro ao total de R$ 8,594 milhões. O de Rio das Ostras a sua previsão é de R$ 22,409 milhões e o de São João da Barra, o quantitativo financeiro estimado é de R$ 30,531 milhões.

No que tange agora, aos municípios beneficiados, pelo novo ciclo da fortuna petrolífera do pré-sal, apenas, Maricá, terá no seu caixa até ao final do ano R$ 1,082 bilhão. E, Niterói, o valor financeiro de R$ 933,286 milhões.  

Com isso, pode-se afirmar embasado nos números da previsão da ANP de 2020 que, realmente a produção de petróleo da Bacia de Campos atingiu o final do poço. Para tristeza e desencanto de todos os munícipes seja de Campos, de Macaé, de Rio das Ostras e de São João da Barra. Com, a grande possibilidade das suas respectivas economias, mergulharem numa conjuntura de retração em função da redução do fluxo de rendas indenizatórias da extração do petróleo.   
Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp